Tite durante treino da Seleção Brasileira em Manaus (Foto: Pedro Martins / MoWA Press)

Treinador não guarda boas lembranças de sua passagem por Belo Horizonte (Foto: Pedro Martins / MoWA Press)

LANCE!
09/11/2016
19:28
Belo Horizonte (MG)

Em sua entrevista coletiva desta quarta-feira, o técnico Tite não falou apenas do seu trabalho na Seleção Brasileira e da partida contra a Argentina. O treinador também foi questionado sobre outra passagem por Belo Horizonte. Treinador do Atlético-MG na temporada de 2005, ano em que o clube foi rebaixado, Tite reconheceu ter feito um trabalho aquém do esperado e disse ter um sentimento de dívida com o Galo.

- Conheço todo o carinho e amor que o torcedor do Atlético-MG tem pela equipe. Sei da idolatria pelo Pratto, sei que a Argentina está na Cidade do Galo. Tenho respeito pelo Atlético, passei por aqui e me sinto em dívida por não ter feito um bom trabalho. Mas sei que teremos uma torcida mineira, não do clube. É a torcida do Cruzeiro, Atlético e América que vão contribuir para passar apoio e confiança aos jogadores – falou o treinador.

Quando questionado sobre a volta ao palco do 7 a 1, Tite minimizou o retorno e encarou o local do jogo como algo comum e que faz parte do futebol.

- Assim que a gente assumiu, foi colocado a mim e ao Edu, disse que tinha um jogo encaminhando ao Mineirão. Isso foi programado lá na frente, sem saber os resultados que teria. O Edu disse que isso era do jogo, da vida. Não podemos rotular os locais. Não posso pensar nisso, pensar que vou deixar de ir para um clube que tenho carinho e não fui bem, como no Atlético. Isso faz parte da vida, vamos embora – disse.