Ricardo Teixeira, ex-presidente da CBF (Foto: Divulgação)

Ricardo Teixeira diz que vai processar a Fifa (Foto: Divulgação)

RADAR/LANCE!
16/03/2016
16:48
Rio de Janeiro (RJ)

O ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira reagiu à decisão da Fifa de cobrar indenização de cartolas (da Conmebol e da Concacaf) acusados de envolvimento em esquemas de corrupção. Ao todo, a entidade cobra dele a devolução de 3,5 milhões dólares (cerca de R$ 13,2 milhões) em diárias, passagens e hospedagens, e ainda o acusa de prejudicar a imagem da entidade. Por conta disso, o ex-cartola brasileiro promete ir à Justiça contra o Fifa.

- Vou entrar com processo por danos morais em Zurique. Lançaram esse negócio no ar. Eu desconhecia essa ação contra mim, esse pedido descabido - disse Teixeira, por telefone, do Rio de Janeiro, onde mora – disse Teixeira em entrevista ao GloboEsporte.com.

Ricardo Teixeira é um dos acusados pela Justiça dos Estados Unidos de receber e distribuir subornos em contratos da CBF e da Conmebol. Ele foi presidente da CBF de 1989 até 2012, e também ocupou cargo no Comitê Executivo da Fifa entre 1994 e 2012. Em relação a entidade máxima do futebol brasileiro, Teixeira garante que não tem envolvimento com mais nenhuma decisão.

- Passei muito tempo lá dentro [na CBF]. Saí há quatro anos porque eu quis. Se quisesse, poderia ter continuado lá. Não tem lógica eu articular candidatura nenhuma. Não me envolvo com isso há quatro anos – contou ao portal.