Público em treino da Seleção Brasileira

Centenas de pessoas foram ao Bezerrão (Foto: Bruno Cassucci)

Bruno Cassucci
02/08/2016
18:27
Enviado especial a Brasília (DF)

Alguma coisa não estava normal. A Seleção Brasileira treinava no Estádio Bezerrão, em Gama, no Distrito Federal, com centenas de pessoas na arquibancada, mas não se ouviam palavras de incentivo ou os habituais gritos por Neymar. Seria a torcida local menos entusiasmada? Nada disso, ela apenas atendia a um pedido da CBF.

A atividade desta terça-feira seria fechada à torcida. No entanto, como muita gente foi ao estádio, a comissão técnica comandada por Rogério Micale entendeu que seria justo permitir a entrada do público, formado majoritariamente por crianças. Contudo, uma das condições para a entrada dos torcedores foi o silêncio durante o treinamento tático.

Respeitoso, o público só se manifestava em gols e, mesmo assim, de forma bem contida.

Depois do trabalho tático, entretanto, tudo virou festa. O público gritou, fez coro pelo camisa 10 da Seleção e ainda ganhou acenos e bolas chutadas pelos jogadores.

Micale queria poder se comunicar com os jogadores mais facilmente e ser entendido sem ruídos. Este foi o penúltimo trabalho da Seleção em campo antes da estreia na Olimpíada, diante da África do Sul, quinta-feira, no Estádio Mané Garrincha.