Bruno Cassucci
31/07/2016
18:47
Enviado especial a Brasília (DF)

O goleiro Weverton, do Atlético-PR, será o substituto de Fernando Prass na Seleção Brasileira na Olimpíada. O jogador de 28 anos se apresentará em Brasília, onde a equipe estreia na competição na quinta-feira, diante da África do Sul, no Estádio Mané Garrincha. A delegação canarinho chega ao Distrito Federal na noite deste domingo, mas o novo camisa 1 só se apresentará na segunda-feira.

- É a realização de um grande sonho. Momento único e incomparável na minha vida. Agora, tenho que deixar a adrenalina baixar e, a partir de amanhã (segunda-feira), focar no trabalho. Será uma missão dura, com muita pressão. Mas com certeza vamos fazer uma grande campanha em busca desta medalha de ouro - disse, ao site do Furacão.

Preocupada com a possibilidade de não contar nem sequer com dois goleiros para treinar, a confederação brasileira agiu rápido e menos de um dia depois do corte do goleiro do Palmeiras anunciou o substituto. O fato de estar no Brasil, jogando regularmente e em boa fase pesou para a escolha do Weverton.
Diego Alves, do Valencia (ESP), era outro nome que agradava ao técnico Rogério Micale e sua comissão. Ele está em Londres, em pré-temporada, após férias.

A CBF tentava aval da Fifa para chamar atletas que não estavam na pré-lista de 35 convocados, formulada pelo ex-técnico da Seleção Dunga. Os goleiros desta relação eram Alisson, não liberado pela Roma (ITA), e os jovens Jean, do Bahia, e Jordi, do Vasco, que não eram os prediletos de Micale.

Revelado pelo Corinthians, Weverton passou por Remo, Oeste, América-RN e Portuguesa antes de chegar ao Atlético-PR em 2012. Esta é a primeira convocação dele para a Seleção. 

O goleiro entrou em campo no último sábado, quando o Furacão foi derrotado por 2 a 0 pelo Sport. Ele recebeu a notícia da convocação no desembarque em Curitiba, na tarde deste domingo.

- Ouvi conversas desde ontem. Chegavam mensagens com esta possibilidade. Acabamos de pousar e o Paulo Carneiro (diretor de futebol) me informou. Recebi também o telefonema de uma pessoa da CBF e estou muito feliz por tudo isso - comentou.

Fernando Prass foi cortado da Olimpíada após ter constatada uma fratura no cotovelo direito. Ele já voltou a São Paulo, onde será reavaliado e deve operar nos próximos dias. O goleiro de 38 anos se machucou no treinamento da última segunda-feira, apresentou melhora, mas voltou a se queixar de dores no último sábado, após se aquecer no gramado antes do amistoso entre Brasil e Japão.