RADAR/LANCE!
13/06/2016
11:03
Rio de Janeiro (RJ)

Eliminação vexatória com um gol irregular. A Seleção Brasileira caiu na primeira fase da Copa América Centenário, no último domingo, ao ser derrotada pelo Peru com um gol de mão do atacante Ruidiaz. Como não podia ser diferente, o polêmico lance repercutiu mundo afora, principalmente pelo fato do Brasil não ser eliminado na primeira fase de uma Copa América desde 1987.

O irreverente diário argentino Olé, por exemplo, optou por provocar a queda da equipe de Dunga com a frase "La mano de Deus", em alusão ao histórico gol de Maradona na Copa do Mundo de 1986. Além disse, num tom vingativo, traz uma lembrança nada agradável para os hermanos.

- Se recorda da mão de Túlio em 1995? - citou o jornal, relembrando o polêmico gol de Túlio Maravilha, em 1995, que levou a Seleção à disputa das das penalidades contra os próprios argentinos, que foram eliminados nas semifinais. 


Já o jornal peruano "Líbero" traz a manchete "O mais grande", com a foto do autor do gol em destaque, e diz em sua capa que o "Peru fez possível o impossível" e definiu o gol como "polêmico" - o mesmo termo escolhido pelo "El Colombiano". 

E o episódio também tem repercutido bastante na Europa. Na Itália, o site da "Gazzetta dello Sport" traz uma reportagem especial sobre o péssimo momento da Seleção Brasileira.

- Brasil, do 7 a 1 da Alemanha ao Peru: a Seleção não sai do pesadelo - diz o título da matéria. 

Na Espanha, os principais jornais da capital, "Marca" e "As", trataram a validação do gol de Ruidiaz como "escandalosa". 

- Escândalo! Um clamoroso gol com a mão elimina o Brasil - diz o "As".

Se o Brasil vai embora precocemente para casa, os peruanos, primeiros do Grupo B, avançam às quartas de final da Copa América Centenário. A equipe de Paolo Guerrero e companhia irá encarar a Colômbia, nesta sexta-feira.