Bruno Cassucci
30/07/2016
07:50
Enviado especial a Goiânia (GO)

A Seleção começa a caminhada pelo inédito ouro olímpico só na próxima quinta-feira, mas neste sábado, às 16h30, contra o Japão, no Serra Dourada, em Goiânia, dará o cartão de visitas ao Brasil. Mais do que a medalha, o grupo comandado pelo ainda desconhecido técnico Rogério Micale quer resgatar a honra da Amarelinha e o orgulho da torcida em acompanhar a equipe. A estratégia para isso já está definida. Envolve dedicação, organização tática e vários outros componentes, mas um em especial: a busca pelo ataque... sempre!

Isso ficou claro quando ontem Rogério Micale foi perguntado em entrevista coletiva se tinha alternativas caso o seu modelo de jogo não se desse certo. Ele afirmou que sim, mas uma só. A formação com quatro em vez de três atacantes.

–Temos um plano B e só o B, não temos o C. Com dez dias, temos que solidificar um conceito muito claro. Quando começa a ter muitas variações, acaba perdendo o foco de construir algo mais sólido e trabalha muitas coisas de forma mais ou menos – argumentou o técnico.

Ofensividade, contudo, não significa desleixo defensivo. A palavra de ordem na Seleção é equilíbrio, com todos ajudando a recuperar a bola desde o momento em que ela é perdida - e de preferência no campo de ataque.

Micale, que chegou a se emocionar durante entrevista coletiva da última sexta e falou em conquistar algo maior do que a medalha, quer aproveitar o jogo contra o Japão não só para cativar o torcedor antes da Rio-2016, mas também para fazer testes na equipe. Com substituições iliminatadas, ele poderá pôr à prova o sistema 4-2-4 treinado nas últimas semanas e observar Renato Augusto, que começará o duelo na reserva.

Já o elenco, jovem e sedento por conquistas pela Seleção, passou as duas últimas semanas pedindo o apoio da torcida e terá a chance de mostrar que é merecedor disso. A expectativa é de que mais de 30 mil pessoas estejam hoje no estádio.

Depois de tanta espera, a Olimpíada do Rio de Janeiro começa neste sábado. Pelo menos para a Seleção.