Rafael Pereira e Vinícius Perazzini
15/06/2016
13:11
Rio de Janeiro (RJ)

"Estamos criando um monstro". Frase dita por René Simões no dia 15 de setembro de 2010, logo após o duelo entre Santos e Atlético-GO, marcou uma das primeiras confusões na carreira de Neymar, ocasião onde jogador discutiu fervorosamente com o técnico Dorival Júnior e com companheiros de equipe como Edu Dracena. Cinco anos depois, o atacante evoluiu, chegou ao Barcelona, virou referência do futebol brasileiro, porém algo não mudou: as palavras afiadas.

Na última semana, o jogador entrou em nova polêmica em um post no Instagram, logo após a eliminação da Seleção Brasileira na Copa América onde dizia "Vai aparecer um monte de babaca pra falar m..., f...-se". A repercussão foi imediata e o jogador precisou se retratar. Atualmente sem clube, René Simões falou sobre a atitude do jogador e não poupou palavras ao comparar a reação de Neymar com a de outros craques do passado como Romário e Pelé.

- Acho que o Neymar melhorou 100%, as pessoas que o cerca melhoraram muito suas atitudes. É um jovem, que está em férias. Eu já fui jovem, todos nós cometemos nossos erros, deslizes, mas nunca ninguém foi tão público quanto ele na idade que tem. Nós fazíamos nossas besteiras, mas isso não era motivo para as capas dos jornais. As pessoas que o cercam precisam conversar com ele. Agora ele já reconheceu que não foi bem no que escreveu, nos termos que usou, não são apropriados para um ídolo, não são apropriados para quem é a expressão máxima de uma Seleção, não pega bem. Nós nunca vimos isso com Zico, Pelé, Rivellino e até com Romário, que era um cara absolutamente extrovertido. Um cara muitas vezes controvertido, ele era muito esperto nisso - afirmou René Simões, antes de completar:

- Então ele já reconheceu o erro dele, mas tem que se controlar o tempo todo, pois é uma pessoa pública e uma figura que é perseguida o tempo todo. E
isso. Então no aspecto geral ele teve um progresso muito grande.

Experiente e com uma carreira de muitos títulos e clubes de ponta, René Simões também falou sobre Tite assumir como técnico da Seleção Brasileira no lugar de Dunga.

- Tite pode comandar, não tem a menor dúvida. Estive há pouco tempo no Corinthians vendo o treinamento, vendo a estrutura. Ele me convidou para ver uma palestra com os jogadores e está absolutamente dentro dos padrões mais modernos de treinamentos que você tem na Europa e em todo o mundo.
É um cara que deu uma parada de um ano, foi se aperfeiçoar e voltou muito bem. Precisamos de alguém que resgate internamente o valor da Seleção Brasileira e acho que ele pode fazer isso com muita maestria.

René Simões
René criticou Neymar em 2010 (Foto: Reprodução)

BATE BOLA COM RENÉ SIMÕES:

Tite está preparado para assumir a Seleção Brasileira?

"Pode, não tem a menor dúvida. Se você assistir ao time dele jogando dificilmente verá um chutão. Tem que colocar a bola no chão, trabalhar e ele faz isso muito bem. É um cara muito inteligente, muito justo com seu trabalho com os jogadores, então acho que é um nome correto para esse momento delicado em que vive a Seleção Brasileira e o futebol brasileiro. Estamos com nossa representatividade muito baixa lá fora, um momento delicado, onde é preciso ter muito equilíbrio, com alguém que resgate internamente o valor da Seleção Brasileira e acho que ele pode fazer isso com muita maestria".

Você acha que o técnico da Seleção principal pode comandar a equipe olímpica?

"Acredito que o treinador que for para a Olimpíada não deve ser o mesmo da principal. Vanderlei e Mano podem contar a história, isso não traz benefício a não ser que ele traga a medalha de ouro, principalmente aqui no Brasil, para depois entrar em uma Eliminatória tão difícil. Então acho que deve ser um treinador experiente para lidar com esses meninos, ricos e famosos. Tem que ser alguém de peso para poder conduzir isso".

Para você, o que não deu certo com Dunga?

"É difícil você falar de fora, nós que somos profissionais sabemos o que acontece ali dentro e falar de fora sempre é muito difícil. Neste momento depois de dois anos, acho que o Dunga mudou o que ele pensava, a forma de jogar. Sou do tempo em que ficamos acostumados apenas com o espetáculo. Acho que o Dunga optou por isso agora e essa mudança em cima de uma competição não foi legal".

E as fotos de Neymar durante uma festa na última semana?

"Eu sempre digo aos meus jogadores 'cuidado com quem vocês se cercam' porque é óbvio que vão querer te filmar para tirar uma onda, então sempre temos que ter cuidado com isso. Então no aspecto geral ele teve um progresso muito grande".

Quais são os seus projetos futuros?

"Estou saindo de uma cirurgia no Tendão de Aquiles e isso me impossibilitou de aceitar alguns convites. Quero voltar, agora os convites que vierem vou estudar com muito carinho para rapidamente voltar aos campos, estou com muita saudade. Tive um convite para ser Diretor Executivo do Coritiba, agradeci muito mas eu quero ser treinador".