Neymar concedeu entrevista à CBF TV (Foto: Reprodução)

Neymar concedeu entrevista à CBF TV (Foto: Reprodução)

LANCE!
23/07/2016
09:18
Teresópolis (RJ)

Neymar já tem 35 tatuagens espalhadas pelo corpo, mas quer mais. Desta vez, porém, o motivo é mais do que especial. O atacante prometeu estampar mais uma imagem na pele caso a Seleção Brasileira consiga conquistar a inédita medalha de ouro na Olimpíada.

A ideia surgiu de Rafinha, meia do Barcelona e que também disputará os Jogos do Rio de Janeiro, com quem fez um trato.

- Tenho muitas, mais de 30 e poucas, 35... Por aí! Talvez eu venha a marcar, sim (a tatuagem)! Já tinha combinado até com o Rafinha. Ele teve a ideia, falou: "Se formos campeões, vamos fazer?" Não tem nada pensado ainda, mas primeiro a gente tem que ganhar, depois a gente vê. Depois que ganhar a gente faz um monte de coisas - declarou o camisa 10 do Brasil à CBF TV.

Tentando ajudar o Brasil a apagar o fracasso da Copa do Mundo, o craque brasileiro diz se inspirar na conquista da Copa das Confederações, em 2013. E destacou a importância de atuar em casa:

- Só de estar no Brasil a gente já fica mais feliz, já se sente mais próximo da família. Nesse momento, o nosso foco é buscar o nosso objetivo e acho que a família vai esperar um pouquinho para, na hora certa, a gente estar junto e, se Deus quiser, comemorando com eles.

- Confira principais trechos da entrevista:

MARACANÃ
Do Maracanã eu tenho a lembrança da Copa das Confederações. A gente vinha de um momento, não de dúvidas, mas de questionamentos. E, no momento certo, a gente conseguiu vencer a Copa das Confederações e fazer história no Maracanã. Então, tenho sim uma história ali, um jogo importante, e me consagrei com um gol. Espero que eu possa voltar ao Maracanã e fazer um gol da vitória, ajudar com um passe, quem sabe... De qualquer jeito, que a gente seja campeão!

BUSCA PELO OURO
Meu ponto forte dentro de campo é o drible. É o que eu procuro, estar criando espaço para servir os meus companheiros. Jogar no Brasil é diferente. É uma grande oportunidade para fazer história, para conseguir uma medalha inédita para o Brasil, que é a de ouro. Graças a Deus, sou um medalhista olímpico, tenho uma de prata da Olimpíada passada, e espero que eu possa conquistar o ouro dessa vez.

GRUPO DA SELEÇÃO
Temos um grupo muito forte, jogadores de muita qualidade, que podem fazer outras funções também... São 18 atletas só e, em momentos da competição, será preciso improvisar, utilizar um jogador em outra posição... Isso aí já é com o nosso treinador, mas sabemos da nossa qualidade, o time tem muito a evoluir, mas para isso servem os nossos treinamentos e estamos buscando cada vez mais entrosamento, nos conhecermos cada vez mais para que estejamos preparados na hora que começar a competição.