Gilmar Rinaldi

Gilmar Rinaldi é o coordenador seleções da CBF (FOTO: Rafael Ribeiro / CBF)

Igor Siqueira
14/04/2016
12:23
Rio de Janeiro (RJ)

Ciente da dificuldade de conseguir a liberação de jogadores acima de 23 anos para a disputa dos Jogos Olímpicos, a CBF não tem na mira apenas três jogadores fora da lista sub-23 - entre eles, Neymar - para fazer parte da equipe que vai jogar a Rio-2016. Segundo o coordenador de Seleções, Gilmar Rinaldi, a discussão envolve "cinco ou seis nomes".

Gilmar reafirmou que a negociação com os clubes está avançando. A CBF, inclusive, ofereceu o trabalho dos profissionais da Seleção para contribuir na pré-temporada dos jogadores.

- Já coloquei à disposição o departamento de preparação física e fisiologia para que, em conjunto com as equipes, busquem o melhor para a preparação. Vamos buscar os jogadores, estamos trabalhando com cinco, seis nomes. Temos três partes envolvidas, a Seleção, o clube e principalmente os atletas - afirmou Gilmar, que esteve nesta quinta-feira no sorteio dos grupos do torneio olímpico de futebol.

Gilmar ressaltou que os entraves não são encontrados apenas na negociação com o Barcelona.

- São negociações tão difíceis quanto. Os clubes vão ter jogador que vão fazer a pré-temporada com o nosso staff. Eu falo de todos os jogadores. Sou sempre otimista. Vamos buscar de uma forma cordial - completou o dirigente.

Gilmar ainda revelou como pretende programar a preparação do time olímpico antes do início da competição, dia 4 de agosto.

- Possivelmente teremos um jogo amistoso antes de começar a Olimpíada. Gostaria de oferecer à comissão técnica 15 ou 20 dias de preparação. Mas não sei se vou conseguir - explicou.

O Brasil caiu no Grupo A, ao lado de África do Sul, Iraque e Dinamarca.