Estátua do Bellini (Foto: Reprodução/Twitter)

Ícone do Maracanã, estátua do Bellini completa 55 anos nesta sexta-feira (Foto: Reprodução/Twitter)

RADAR/LANCE!
13/11/2015
16:09
Rio de Janeiro (RJ)

Um dos ícones do Maracanã, que acabou virando o mais famoso ponto do estádio, a estátua do Bellini completa 55 anos nesta sexta-feira. E pouca gente sabe que até hoje o monumento conhecido pelo nome do capitão da Seleção Brasileira campeã mundial de 1958, que morreu no ano passado, ainda é cercado de dúvidas. Uma delas é: será que a estátua foi mesmo feita para o zagueiro que atuava pelo Vasco?

Uma das versões mais fortes é que o monumento inaugurado em 13 de novembro de 1960 se trata mesmo de uma homenagem aos campeões do mundo de 1958. Inclusive, segundo matéria do “Jornal dos Sports” de 11 de novembro de 1960, seu nome oficial seria "Monumento dos Campeões Mundiais de Football". A publicação passou a cobrir passa a passo da construção da estátua, que o jornalista Haroldo Damásio se intitula o autor da ideia de prestar um tributo aos jogadores que voltaram com o título da Suécia.

Porém, o saudoso jornalista Luiz Mendes traz uma versão diferente em seu livro "7 mil horas de futebol". Ele conta que teve a ideia quando era locutor no programa "Noite de Gala", da TV Rio, patrocinado pela loja de eletrodomésticos Rei da Voz, do empresário Abraham Medina.

- Medina, com aquele grande dinamismo que lhe era característico, por ter gostado da ideia, mandou logo esculpir a estátua. E o Rei da Voz comandou a iniciativa de “Noite de Gala”, homenageando os campeões do mundo com a estátua de Bellini - escreveu Luiz Mendes em seu livro.

Por meio de sua coluna, Damásio passou a relatar a evolução do projeto, dizendo inclusive que o empresário Abraham Medina tinha abraçado o projeto e que Matheus Fernandes, professor de escultura do Museu Nacional de Belas-Artes, faria o monumento (e realmente o fez).

Outra coisa estranha na estátua é a falta de semelhança com Bellini. Quem repara bem no monumento percebe que o rosto não é parecido com o capitão do primeiro título mundial de futebol do Brasil. Em 2010, em entrevista ao SporTV, a esposa de Bellini, Giselda, disse que o marido chegou a posar duas vezes para Matheus.

Em seu livro, Luiz Mendes, morto em 2011, diz que a cabeça da estátua é de Francisco Alves, o “Rei da Voz”, o homem que havia inspirado o nome da loja de Medina. Porém, o filho de Abraham Medina, o também empresário Roberto Medina, criador do Rock in Rio, desmentiu essa história em reportagem do GloboEsporte.com e garantiu que a estátua é sim de Bellini.

Outro suposto modelo do rosto da estátua teria sido o jornalista Hamilton Sbarra. A irmã dele, Dilma Sbarra, mostrou uma reportagem publicada pela revista “Itália Nossa” em que o jornalista conta que teria sido escolhido como modelo:

- Certa vez, ele, Matheus Fernandes, pediu uma foto minha, dizendo que precisava de um rosto com perfil greco-romano, como julgava ser o meu. Fiquei desconfiado, mas atendi ao pedido - afirmou Sbarra.

Em sua cobertura sobre a estátua, em nenhum momento o “Jornal dos Sports” cita que o monumento foi feito em homenagem a Bellini. Porém, o zagueiro compareceu ao lançamento junto com Orlando, também campeão mundial.

Se a homenagem foi feita para Bellini ou não, o fato é que foi o nome do zagueiro que ficou eternizado no monumento e na memória popular. Localizado na entrada principal no Maracanã, o tributo faz todos lembrarem do homem que tornou o gesto de levantar a taça uma tradição.