LANCE!
20/08/2016
20:42
São Paulo (SP)

Assim que entrou no campo para comemorar a conquista da medalha de ouro, Gabriel Jesus estava vestindo a camisa 1 com o nome de Fernando Prass. Quando a Seleção recebeu a premiação, todos os jogadores estavam com o uniforme que seria usado pelo goleiro do Palmeiras - Gabigol, do Santos, e Rodrigo Caio, do São Paulo, foram outros que mostraram a roupa verde.
 
Prass era para ser o titular da Seleção na Olimpíada, mas sofreu uma fratura no cotovelo direito e teve de passar por cirurgia um pouco antes do início da Rio-2016. Weverton o substituiu e pegou um pênalti na decisão contra a Alemanha.

- Pensei neste momento (da homenagem) desde a hora que a gente estava na Granja (Comary) e o Prass foi cortado. Fiquei muito triste, pensei em fazer a melhor homenagem, porque ele merece - afirmou Gabriel Jesus, substituído durante a final contra a Alemanha e o primeiro a usar a camisa 1.

Gabigol, um dos principais jogadores do Peixe e protagonista dos grandes jogos que vêm fortalecendo a rivalidade com Verdão, também falou sobre o goleiro palmeirense e dividiu os méritos da conquista com o companheiro de Seleção:

- Isso é coisa da imprensa, não tem rivalidade nenhuma, ele é um cara excepcional, queria muito que ele estivesse aqui, é um cara muito experiente, a gente sentiu muito a falta dele, a gente espera que ele possa se recuperar o mais rápido possível, esse ouro também é dele, ele também faz parte disso - afirmou o santista.

Esta foi a primeira convocação de Prass, já aos 38 anos. Depois da lesão, o ídolo palmeirense se afastou da Seleção e manteve contato apenas com Gabriel Jesus. Enquanto isso, o camisa 1 é presença frequente nos jogos do Verdão e na Academia de Futebol. 


Logo após a homenagem do atacante, o Palmeiras postou em sua página no Twitter a seguinte mensagem: "Em nome do Prass. Amém". O goleiro deve iniciar sua recuperação na próxima semana e a expectativa é de que ele volte aos campos no ano que vem.