Bruno Cassucci
29/07/2016
07:45
Enviado especial a Goiânia (GO)

Formada majoritariamente por jovens de menos de 23 anos, a Seleção Brasileira está preparada para enfrentar pressão durante a Olimpíada do Rio de Janeiro. Embora muitos sejam novatos na equipe, os jogadores acreditam que os vexames recentes possam impactar na reação da torcida.

Os atletas dizem estar preparados, mas também pedem um voto de confiança. Este foi o discurso, por exemplo, do atacante Gabigol, em entrevista coletiva na última quinta-feira.

- Pressão vai ter mesmo que a gente ganhe todos os campeonatos. O Brasil tem uma seleção enorme, de grande expressão. Apesar da nossa pouca idade, temos maturidade, sabemos que precisamos mostrar um grande futebol e que o Brasil está se renovando. Precisamos do torcedor brasileiro, para que eles façam uma grande festa e nos apoiem - comentou o camisa 9.

Companheiro de ataque de Gabigol, o xará Gabriel Jesus seguiu a mesma linha de raciocínio e disse acreditar que essa geração pode não apenas conquistar a inédita medalha de ouro como também mudar as perspectivas do futebol nacional.

- O momento do Brasil está sendo de renovação, temos jogadores de alto nível jogando lá fora e jogando aqui no Brasil. Essa Seleção tem muitos jogadores de qualidade, com idade de Olimpíada. Isso mostra que o Brasil está evoluindo de novo e daqui a algum tempo vai voltar a ser o país do futebol - opinou.

Neste sábado, a Seleção faz amistoso diante do Japão, às 16h30, em Goiânia. A estreia na Olimpíada acontece em 4 de agosto, contra a África do Sul, em Brasília.