Bruno Cassucci e Felipe Lucena
30/07/2016
19:35
Goiânia (GO) e São Paulo (SP)

O goleiro Fernando Prass será cortado da Seleção Brasileira que disputará a Olimpíada. O jogador de 38 anos voltou a sentir dores no cotovelo direito neste sábado e, com suspeita com fratura, não poderá disputar os Jogos do Rio de Janeiro.

É grande o risco de o camisa 1 do Palmeiras ter de passar por cirurgia e até não atuar mais nesta temporada. Em 2014, ele fraturou o mesmo cotovelo e ficou cinco meses fora, tendo que passar por duas operações (uma pra corrigir a lesão e outra pra tirar um pino que o incomodava).

Prass se machucou na última segunda-feira e vinha fazendo tratamento intensivo. Ele já estava melhor e chegou a treinar com bola na última sexta-feira, mas voltou a sentir dores no aquecimento do amistoso entre Brasil e Japão, ao esticar o braço para o alto. Ele não estava relacionado para a partida, mas foi a campo para se exercitar, como parte da recuperação.

Segundo a CBF, o camisa 1 fará novos exames na noite deste sábado, e só haverá um pronunciamento oficial sobre o caso no domingo. A entidade admite a chance de corte, mas ainda espera o resultado das avaliações.

Na lista de 35 jogadores que podem ser convocados para a Rio-2016 enviada à Fifa, a CBF selecionou outros três goleiros além de Fernando Prass e Uilson, do Atlético-MG: Alisson, da Roma (ITA), Jordi, do Vasco, e Jean, do Bahia. Um deles será chamado para o lugar do palmeirense.

Abatido, o técnico Rogério Micale não quis explicar o que aconteceu para Prass voltar a sentir dores, mas confirmou que ele teve piora no quadro clínico neste sábado. 

- Você (repórter) participou do treino ontem (sexta), pré-jogo contra o Japão, e viu o Fernando trabalhando normalmente. Trabalhou com bola, com o preparador físico... Mas temos que passar por um novo processo de reavaliação médica, para definir se vai ser cortado ou não. Não posso passar uma informação sem ter um laudo médico. Não estou mentindo ou omitindo. Após a avaliação vamos informar: o Fernando vai ser mantido ou vai ser cortado. Se ele vai passar por avaliação, logicamente uma coisa aconteceu, mas precisamos ter certeza - comentou.

Esta foi a primeira convocação da carreira de Fernando Prass. O jogador comemorou muito o chamado e chegou a dizer que se preparou e esperou muito por isso. Neste sábado, na saída do Serra Dourada, ele não quis falar com a imprensa.

Na última Olimpíada, em 2012, o Brasil também teve um goleiro cortado por lesão no cotovelo. Na ocasião, o santista Rafael deixou o grupo em Londres.