Igor Siqueira
14/02/2017
18:07
Rio de Janeiro (RJ)

O fracasso no Sul-Americano Sub-20 já começou a trazer reflexos na CBF. O coordenador das categorias de base do Brasil, Erasmo Damiani, está fora do cargo. Damiani teve uma reunião com o presidente Marco Polo Del Nero, que o comunicou sobre a saída da entidade. 

Com Damiani fora, o técnico Rogério Micale também está ameaçado. Ambos foram responsáveis pelo comando do time olímpico, medalhista de ouro na Rio-2016. Mas a tolerância da CBF não suportou a não classificação para o Mundial Sub-20, já que o Brasil ficou em quinto na disputa continental realizada no Equador.

- Foi um período muito bom. Tivemos mais ganhos do que perdas. A não classificação pesa, mas nesse período houve um contato maior com clubes, observação de jogadores - analisou Damiani, ao LANCE!.

Micale não teve conversa na CBF ainda porque está em Mônaco para o Prêmio Laureus, o "Oscar do Esporte", já que a Seleção olímpica do Brasil concorria ao prêmio de melhor equipe de 2016.

Erasmo Damiani, antes no Palmeiras, substituiu Alexandre Gallo como coordenador da base da CBF. Curiosamente, a troca ocorreu após outro fracasso no Sul-Americano Sub-20, com a diferença que o Brasil, mesmo jogando mal, conseguiu vaga no Mundial da categoria.