Igor Siqueira
22/04/2016
07:05
Rio de Janeiro (RJ)

Se a briga por um lugar na Seleção Brasileira para a Olimpíada já estava acirradíssima, a confirmação da presença de Neymar na Rio-2016 elevou o sarrafo ainda mais (usando uma linguagem do atletismo).

São apenas 18 convocados para os Jogos Olímpicos - cinco a menos do que nos torneios organizados pela Fifa, que permitem 23. Ou seja, a briga de quem briga entre os sub-23 vai pegar fogo e, com Neymar dentro, vai sobrar muita gente talentosa fora da convocação.

Primeiro é preciso levar em conta que o esquema tático da Seleção olímpica é o 4-3-3, sem necessariamente ter um centroavante fixo na área, com características típicas de um camisa 9. Ao mesmo tempo, meias mais talentosos têm ganhado espaço para compor a linha do meio-campo em detrimento aos volantes "brucutus".

Ou seja, apostando em um certo equilíbrio na lista, serão de quatro a cinco convocados para a função de meia-atacante, sempre com jogadores versáteis, que possam executar várias funções - atuando pelos lados ou centralizado. Com Neymar na conta, restariam três, quatro vagas. E muitos candidatos.

Pelo que fizeram nos últimos tempos na Seleção olímpica e nos clubes, Gabigol, Gabriel Jesus e Luan surgem como favoritos, com Felipe Anderson sendo a peça mais polivalente, podendo ocupar a primeira linha de três, do meio-campo. Isso levando em conta que a CBF não conseguirá a liberação de mais nenhum acima de 23 anos (Willian, do Chelsea, por exemplo), algo que pode ocorrer.

Seleção olímpica que jogou contra a África do Sul, em março (Foto: CBF)
Seleção olímpica que jogou contra a África do Sul, em março (Foto: CBF)

Assim, não haveria espaço para nomes de destaque entre os sub-23, como Vitinho (Internacional), Alisson (Cruzeiro), Kenedy (Chelsea) e Luciano (Corinthians). Mas é claro que ainda há tempo para que os atualmente vistos como prováveis escanteados mudem de status. Afinal, a Rio-2016 só começa em agosto.

LISTA HIPOTÉTICA PARA A RIO-2016
Goleiros: Ederson (Benfica) e Matheus Vidotto (Corinthians)
Zagueiros: Marquinhos (PSG), Doria (Granada) e Rodrigo Caio (São Paulo)
Laterais: Fabinho (Monaco), Wendell (Bayer Leverkusen), Zeca (Santos) e Douglas Santos (Atlético-MG)
Meio-campo: Thiago Maia (Santos), Rodrigo Dourado (Internacional), Rafinha Alcântara (Barcelona), Fred (Shakhtar) e Felipe Anderson (Lazio)
Atacantes: Neymar (Barcelona), Gabriel Jesus (Palmeiras), Luan (Grêmio) e Gabigol (Santos)

QUEM CORRE POR FORA PARA O SETOR OFENSIVO
Andreas Pereira (Manchester United), Gustavo Scarpa (Fluminense), Luciano (Corinthians), Alisson (Cruzeiro), Vitinho (Internacional), Malcon (Bordeaux), Kenedy (Chelsea), Vinícius Araújo (Sport), Valdivia (Internacional) e Clayton (Atlético-MG)

QUEM CORRE POR FORA PARA O MEIO
Lucas Silva (Real Madrid), Walace (Grêmio) e Matheus Salles (Palmeiras)

QUEM CORRE POR FORA PARA A ZAGA
Rodrigo Ely (Milan) e Marlon (Fluminense)