Protesto em Buenos Aires (Foto: Felipe Bolguese)

Protesto fechou avenida em Buenos Aires (Foto: Felipe Bolguese)

Felipe Bolguese
13/11/2015
14:10
Enviado especial a Buenos Aires (ARG)

A tarde de Buenos Aires iniciou sem chuva, mas com um protesto no cruzamento das avenidas Corrientes e 9 de Julho, em frente ao Obelisco, um dos principais pontos turísticos da cidade. Centenas de trabalhadores da empresa do ramo de avicultura Cresta Roja, especializada em frangos, protestaram por conta de cerca de 2.500 demissões recentes no grupo.

A força policial foi chamada para observar a manifestação na Praça da República, em princípio pacífica, apenas com cartazes, cantorias e batidas de bumbo. O único contratempo foi o bloqueio de uma das maiores vias de Buenos Aires. Em um dos cruzamentos, alguns motoristas de motos desceram de seus veículos e caminhavam arrastando-os, a pé. Já os carros tiveram de desviar a rota.


Nesta quinta-feira, no mesmo horário, já chovia intensamente na cidade, o que horas depois provocou o cancelamento da partida entre Argentina e Brasil, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. O gramado do Monumental de Núñez ficou encharcado em diversos pontos, além de o fato de boa parte da torcida não conseguir chegar ao local, por conta de alagamento nas ruas próximas. Nesta sexta, o céu iniciou o dia nublado e a previsão é de chuva leve até o fim da tarde, mas clima bom na hora do jogo.

A partida está remarcada para 22h (de Brasília) desta sexta-feira, no mesmo local. A Seleção Brasileira deve entrar em campo com: Alisson, Daniel Alves, Miranda, David Luiz e Filipe Luís; Luiz Gustavo, Elias, Lucas Lima, Willian e Neymar; Ricardo Oliveira.