LANCE!
09/11/2016
07:00
São Paulo (SP)

Brasil x Argentina, clássico de parar o mundo da bola. As duas seleções, que juntas somam sete títulos mundiais, voltam a se encontrar nesta quinta-feira, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, em Belo Horizonte. O momento brasileiro é melhor. Com Tite, a Seleção assumiu o primeiro lugar do torneio classificatório, enquanto os hermanos, agora comandados por Bauza, amargam o sexto posto, fora da zona qualificatória.

Mas quando se trata do clássico, posições não importam. Quem está pior, pode se reabilitar sobre o rival, não existe favoritismo. Prova disso são os números do duelo. Segundo a Fifa (CBF e AFA contabilizam números diferentes) as seleções se enfrentaram 102 vezes, com 39 vitórias do Brasil, 37 da Argentina e 26 empates, com 159 gols marcados para cada lado.

Incontáveis são os nomes que já brilharam nos duelos. Pelé, Garrincha, Zico, Rivellino, Didi, Sócrates, Romário, Rivaldo, Robinho, Romário, Ronaldo, Adriano, Kaká, Ronaldinho Gaúcho, Neymar entre os principais brasileiros, e Maradona, Kempes, Batistuta, Caniggia, Riquelme, Ortega, Crespo, Passarella, Verón, Redondo, Tevez e Messi pelos argentinos.

Na história das Copas do Mundo, o time canarinho leva vantagem nos quatro jogos disputados. No primeiro, em 1974, vitória brasileira por 2 a 1. No Mundial seguinte, em 78, empate por 0 a 0. Já na Copa de 82, show do Brasil e triunfo por 3 a 1. Na Itália-1990, a Argentina eliminou o Brasil nas oitavas vencendo por 1 a 0.

Os rivais decidiram também cinco Copa Américas. A Argentina foi campeã em 1937, 1946 e 1959, e os brasileiros mais recentemente, em 2004 e 2007.