Jogadores posam para 'selfie' com pastor na concentração da seleção (Foto: Reprodução)

Jogadores da Seleção Brasileira posam ao lado do pastor Guilherme nos Estados Unidos (Foto: Reprodução)

RADAR/LANCE!
25/11/2015
12:13
Rio de Janeiro (RJ)

A CBF demitiu o chefe de segurança da Seleção Brasileira, Moacyr Alcoforado. O coronel, nomeado pelo ex-presidente José Maria Marin, perdeu o cargo deviso a insatisfação gerada pela entrada de um pastor na concentração da Seleção, em setembro, durante um período em que os jogadores estavam concentrados em um hotel para a disputa de amistosos nos Estados Unidos. A informação é do site da "ESPN Brasil". 

O pastor Guilherme Batista, de 25 anos, realizou orações com a presença dos jogadores da Seleção. Depois, postou fotos e vídeos, expondo o fato. A presença do religioso no hotel desagradou a comissão técnica, coordenada pelo técnico Dunga, que afirmou publicamente que na Seleção não era local para tal tipo de manifestação.

Kaká, David Luiz, Alisson, Douglas Santos, Douglas Costa, Fabinho, Jefferson, Lucas Moura, Marcelo Grohe e Lucas Lima, são jogadores que aparecem nas imagens com o pastor, que é de Goiânia.

Na mesma ocasião, o pastor postou uma foto ao lado do técnico Dunga. Após o episódio, o treinador explicou Guilherme se apresentou para ele como torcedor da Seleção e que havia lhe pedido para posar para uma foto ao lado dele.