Ederson e Alex Sandro

Alex Sandro (à direita) e Ederson foram entrevistados nesta sexta-feira na Seleção (Foto: Marcio Porto)

Marcio Porto
06/10/2017
20:12
São Paulo (SP)

Marcelo, titular do Real Madrid (ES), e Filipe Luis, titular do Atlético de Madrid (ESP). A concorrência de Alex Sandro por uma vaga no grupo da Seleção Brasileira é duríssima. Mas isso não abala o lateral-esquerdo da Juventus (ITA), que considera boa a acirrada disputa interna e ainda sonha com vaga na Copa do Mundo de 2018.

- A concorrência interna é muito boa, ajuda o grupo, fortalece. Não é só na lateral, em todas as posições podemos ter mudanças, sempre foi assim na seleção brasileira. Penso no meu trabalho. Não sei se vou jogar na terça, mas tenho de continuar trabalhando. É procurar estar bem no clube e, quando pintar a oportunidade, aproveitar - afirmou Alex Sandro, que deu entrevista nesta sexta-feira no CT do São Paulo, onde a Seleção treinou.

- A Seleção tem ótimos laterais, não só o Marcelo e o Filipe, mas outros que também tiveram oportunidade. O Jorge está muito bem no seu clube. A seleção só tem a ganhar com tantos jogadores de qualidade - completou.

Alex Sandro foi titular no empate poor 0 a 0 contra a Bolívia em La Paz na última quinta-feira e deve ser mantido para encarar o Chile na próxima terça no Allianz Parque. O Brasil já está classificado, mas o confronto é decisivo para a definição da Eliminatória e vitória brasileira ajuda a Argentina, enquanto derrota pode significar a eliminação dos hermanoes, que encaram o Equador em Quito precisando vencer. No entanto, o lateral brasileiro minimizou a situação das outras equipes e garantiu que só há o pensamento da vitória.

- Problema deles é problemas deles. Precisamos só pensar onde podemos melhorar, esse problema não é nosso - afirmou.

- Se a Seleção Brasileira está onde está é porque sempre levou tudo a sério. Então você pode ter certeza que vamos dar ao máximo, o orgulho. Pode ter certeza de que jogaremos só para vencer - completou.