icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
25/08/2015
20:02

O duelo desta quarta-feira entre Ceará x São Paulo pela Copa do Brasil, às 19h30, no Castelão, pode decretar uma lacuna definitiva em uma das carreiras mais vitoriosas do futebol brasileiro. Simples: eliminação do Tricolor, que perdeu o jogo de ida das oitavas de final por 2 a 1, significará que Rogério Ceni vai encerrar a carreira sem provar do sabor de conquistar a segunda competição mais importante do pais. Aos 42 anos, o goleiro já disse que vai penduras as chuteras no fim do ano e o torneio é o único título que ainda falta na sua coleção.

Para evitar o desastre, o próprio Rogério Ceni deve ser o principal reforço do time do técnico Juan Carlos Osorio. Recuperando-se de uma contratura no músculo adutor direito que o deixou fora dos últimos três jogos, o goleiro não se garantiu no duelo, mas treinou nos últimos dois dias e viajou com o grupo para Fortaleza, indício maior de que atuará.

Ceni terá assim a oportunidade de tentar outra vez ir à final da Copa do Brasil, como aconteceu em 2000. Foi o ano em que o arqueiro ficou mais perto do título nacional, mas perdeu a decisão para o Cruzeiro. No Morumbi, empate em 0 a 0, castigada pela derrota de 2 a 1 no Mineirão, com gol no fim do jogo.

Além de Rogério, o Tricolor terá a volta de Ganso, que cumpriu suspensão no último domingo, contra o Flamengo, pelo Brasileiro. Luis Fabiano, Breno, Lucão e Centurión, machucados, são desfalques. Com isso, é possível que o atacante colombiano Wilder, recém-chegado, faça sua estreia como titular.

O jogo também é de suma importância para o São Paulo para dar tranquilidade ao técnico Osorio, que vinha cogitando deixar o clube após insatisfação com a diretoria. Para evitar a eliminação, o Tricolor precisa vencer por dois ou mais gols de diferença ou por um, desde que com placar acima de 2 a 1. Se devolver o resultado da ida, a decisão será nos pênaltis.

Do lado do Ceará, os jogadores não escondem a mudança extrema de ambiente no clube. Embalado pelas três vitórias consecutivas e por deixar a lanterna da Série B, a equipe de Marcelo Cabo deposita suas forças em um "pacto caseiro" para superar o São Paulo, no Castelão.

- A gente combinou uma coisa: não perder mais dentro de casa. Será um fator fundamental para nossa campanha. Pedimos que a torcida compareça em peso para nos apoiar - afirmou o zagueiro Gilvan.

Novamente tendo de recorrer a um time misto, o técnico Marcelo Cabo pode montar uma formação ainda mais defensiva. Além da volta de Tiago Cametá na ala direita, o treinador pode promover a entrada de Raul no lugar de Fabinho, e Siloé disputa vaga no ataque com Rafael Costa, com vantagem para Rafael, autor dos dois gols na ida, no Morumbi.

FICHA TÉCNICA

COPA DO BRASIL

CEARÁ x SÃO PAULO

Data-Hora: 26-08-15 - 19h30 (de Brasília)
Estádio: Castelão, em Fortaleza (CE)
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (PB)
Assistentes: Clovis Amaral da Silva (PE) e Luis Filipe Gonçalves Correia (PB)

CEARÁ: Luís Carlos; Wellington Carvalho, Charles e Gilvan; Tiago Cametá, João Marcos, Raul, Eusébio e Sanchez; Fabinho e Rafael Costa (Siloé). Técnico: Marcelo Cabo 

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Hudson, Rodrigo Caio, Luiz Eduardo e Michel Bastos; Thiago Mendes, Wesley e Ganso; Carlinhos, Pato e Luis Fabiano. Técnico: Juan Carlos Osorio

O duelo desta quarta-feira entre Ceará x São Paulo pela Copa do Brasil, às 19h30, no Castelão, pode decretar uma lacuna definitiva em uma das carreiras mais vitoriosas do futebol brasileiro. Simples: eliminação do Tricolor, que perdeu o jogo de ida das oitavas de final por 2 a 1, significará que Rogério Ceni vai encerrar a carreira sem provar do sabor de conquistar a segunda competição mais importante do pais. Aos 42 anos, o goleiro já disse que vai penduras as chuteras no fim do ano e o torneio é o único título que ainda falta na sua coleção.

Para evitar o desastre, o próprio Rogério Ceni deve ser o principal reforço do time do técnico Juan Carlos Osorio. Recuperando-se de uma contratura no músculo adutor direito que o deixou fora dos últimos três jogos, o goleiro não se garantiu no duelo, mas treinou nos últimos dois dias e viajou com o grupo para Fortaleza, indício maior de que atuará.

Ceni terá assim a oportunidade de tentar outra vez ir à final da Copa do Brasil, como aconteceu em 2000. Foi o ano em que o arqueiro ficou mais perto do título nacional, mas perdeu a decisão para o Cruzeiro. No Morumbi, empate em 0 a 0, castigada pela derrota de 2 a 1 no Mineirão, com gol no fim do jogo.

Além de Rogério, o Tricolor terá a volta de Ganso, que cumpriu suspensão no último domingo, contra o Flamengo, pelo Brasileiro. Luis Fabiano, Breno, Lucão e Centurión, machucados, são desfalques. Com isso, é possível que o atacante colombiano Wilder, recém-chegado, faça sua estreia como titular.

O jogo também é de suma importância para o São Paulo para dar tranquilidade ao técnico Osorio, que vinha cogitando deixar o clube após insatisfação com a diretoria. Para evitar a eliminação, o Tricolor precisa vencer por dois ou mais gols de diferença ou por um, desde que com placar acima de 2 a 1. Se devolver o resultado da ida, a decisão será nos pênaltis.

Do lado do Ceará, os jogadores não escondem a mudança extrema de ambiente no clube. Embalado pelas três vitórias consecutivas e por deixar a lanterna da Série B, a equipe de Marcelo Cabo deposita suas forças em um "pacto caseiro" para superar o São Paulo, no Castelão.

- A gente combinou uma coisa: não perder mais dentro de casa. Será um fator fundamental para nossa campanha. Pedimos que a torcida compareça em peso para nos apoiar - afirmou o zagueiro Gilvan.

Novamente tendo de recorrer a um time misto, o técnico Marcelo Cabo pode montar uma formação ainda mais defensiva. Além da volta de Tiago Cametá na ala direita, o treinador pode promover a entrada de Raul no lugar de Fabinho, e Siloé disputa vaga no ataque com Rafael Costa, com vantagem para Rafael, autor dos dois gols na ida, no Morumbi.

FICHA TÉCNICA

COPA DO BRASIL

CEARÁ x SÃO PAULO

Data-Hora: 26-08-15 - 19h30 (de Brasília)
Estádio: Castelão, em Fortaleza (CE)
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (PB)
Assistentes: Clovis Amaral da Silva (PE) e Luis Filipe Gonçalves Correia (PB)

CEARÁ: Luís Carlos; Wellington Carvalho, Charles e Gilvan; Tiago Cametá, João Marcos, Raul, Eusébio e Sanchez; Fabinho e Rafael Costa (Siloé). Técnico: Marcelo Cabo 

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Hudson, Rodrigo Caio, Luiz Eduardo e Michel Bastos; Thiago Mendes, Wesley e Ganso; Carlinhos, Pato e Luis Fabiano. Técnico: Juan Carlos Osorio