Hudson elege melhor jogo do ano e afirma que Água Santa não é parâmetro
Marcio Porto
28/03/2016
12:43
São Paulo (SP)

Nem tudo está ruim no São Paulo, apesar dos maus resultados no começo do ano. Pelo menos para o volante Hudson, a equipe já deu sinais em 2016 de que pode chegar longe. Um dia após o empate no clássico contra o Santos, o jogador elegeu o grande momento do time na temporada e excluiu a vitória com placar mais largo, o 4 a 0 sobre o Água Santa. Segundo Hudson, o clube de Diadema não é da mesma divisão - vale lembrar que o Água Santa goleou o Palmeiras neste domingo, por 4 a 1, e acentuou a crise no rival do Tricolor.

- Acho que contra o César Vallejo (PER) em casa tivemos um volume de jogo muito grande. No jogo contra o River Plate (ARG), tivemos também muita intensidade. Contra o Água Santa não sei se é parâmetro, porque não é um time de nossa divisão, tradição, mas fizemos alguns jogos, sim, que podem ser parâmetros - afirmou Hudson.

Contra o Água Santa, no Pacaembu, o São Paulo atuou com boa parte do time reserva e goleou com dois gols do centroavante Calleri, um de Thiago Mendes e outro de Michel Bastos, sendo que esses dois últimos só entraram no segundo tempo. O clube de Diadema só se profissionalizou em 2011. Antes, era de várzea.

Agora, com o empate no clássico, Hudson prevê melhora do Tricolor. Ele espera que a equipe faça do Morumbi um obstáculo para os adversários. O São Paulo voltará a jogar em sua casa no próximo sábado, contra o Oeste.

- A gente teve um aproveitamento excelente ano passado no Morumbi, e esperamos que esse ano seja melhor. O Morumbi tem um clima, a torcida se sente mais a vontade de ir lá, é importante para nós -- afirmou o camisa 25, que respondeu se o bom ambiente voltou após as últimas partidas:

- Acredito que sim, se eu não me engano são quatro jogos sem perder, apenas uma vitória, mas vai dando tranquilidade. Sabemos que tem muita coisa para melhorar, quanta mais tranquailidade, confiança, mais as coisas tem a melhorar.