Marcio Porto
28/12/2016
06:55
São Paulo (SP)

O São Paulo que estreará na Copa São Paulo de Futebol Júnior 2017 no próximo dia 3 terá um camisa 10 estilo clássico, canhoto e habilidoso como maestro. Enquanto o técnico Rogério Ceni promoveu todos os jogadores da geração 96, caberá a Shaylon, 97, a missão de conduzir o time ao tetracampeonato da competição.

Um dos mais experientes entre os 30 pré-inscritos para a Copinha, Shaylon tem 19 anos e chegou ao clube no ano passado emprestado pela Chapecoense. A contratação foi padrão: direitos econômicos fixados e, se agradasse, o Tricolor exerceria a opção de compra. Na mosca. Shaylson saiu-se melhor que a encomenda.

Com atuações convicentes, o meia ganhou espaço com o técnico André Jardine e virou um dos destaques do time sub-20, multicampeão em 2016: venceu Libertadores, Copa Ouro, Paulista, Copa do Brasil e Copa RS. No bi da Copa do Brasil, Shaylon foi artilheiro com seis gols. É uma marca que empolga Jardine.

- É um meia clássico, camisa 10, com capacidade de organizar a equipe muito grande, de participar das jogadas finais, fica muito próximo aos atacantes. E ele pisa muito na área, faz muitos gols, sabe jogar de falso 9 num esquema para ele. E tem tudo para ser um dos grandes da Copinha, porque talvez é o jogador com mais bagagem para levar o São Paulo à frente - afirmou o treinador, em entrevista após o primeiro treino do time para a Copinha.

A classe e ousadia dentro de campo se contrasta com a timidez de fora. Já com status de maior promessa após seus ex-companheiros subirem ao profissional. Shaylon também deu entrevista em Cotia nesta terça-feira. E tentou, em poucas palavras, afastar o rótulo de craque do time.

- A expectativa é a melhor possível para a Copinha, nosso time vem treinando firme. Mas não sou eu que vou decidir, jogar sozinho, é todo mundo. Tem de trabalhar, se unir, para dar tudo certo - afirmou o garoto.

Depois do treino, Shaylon saiu correndo para o consulado americano, onde foi retirar visto. É um procedimento padrão para os garotos, prevenção em caso de ter de disputar alguma competição fora no ano que vem. Se depender do meia, no entanto, sua próxima parada é o CT da Barra Funda, treinando com o grupo profissional que fará a pré-temporada nos Estados Unidos. Shaylon não vai, mas quer usar a Copinha como trampolim. Alguém duvida?

- Ceni é um grande treinador, grande ídolo do São Paulo, espero que dê tudo certo para ele. Fico tranquilo, quero primeiro trabalhar aqui para depois pensar no profissional - afirmou o camisa 10. 

O São Paulo pagará R$ 500 mil à Chape por 60% dos direitos econômicos de Shaylon

A GERAÇÃO 96 PROMOVIDA

Foguete
Lateral-direito renovou contrato e seguirá com o grupo para a Flórida Cup.

Lucas Kal
Zagueiro do time sub-20 viverá experiência com os profissionais, mas deve ter poucas chances pela quantidade de zagueiros no elenco.

Tormena
Mesma situação do companheiro de zaga. Vai para pegar experiência.

Júnior Tavares
Lateral-esquerdo foi comprado do Grêmio e brigará por posição de titular a pedido de Ceni. Vai para os Estados Unidos.

Araruna
Volante versátil encanou Ceni pela disciplina e facilidade de aprendizado. Segue para os Estados Unidos.

Gabriel Rodrigues
Centroavante também será observado no profissional.

Artur
Volante foi promovido este ano e chegou a atuar no time titular. 

Lucas Fernandes
​Meia é considerado uma das maiores promessas dos últimos anos. Promovido este ano, chegou a ter boas atuações, mas sofreu grave lesão no joelho esquerdo e precisou operar. Deve voltar em março.

David Neres
Outra joia, atacante demorou para subir por conta de lesão no ombro, mas se firmou logo no time titular. Fez três gols em oito jogos. Deve começar o ano como titular.

Luiz Araújo
​Promovido por Edgardo Bauza, ainda precisa de maturação, mas terminou o ano bem, com gol: fez dois em 25 jogos.

Pedro
Centroavante não marcou gols, mas foi muito bem na base e também será observado. Promovido este ano.