Bruno Grossi
14/01/2016
12:16
São Paulo (SP)

O São Paulo encarou seu primeiro teste nesta temporada e não decepcionou. Em jogo-treino contra o Juventus no CT da Barra Funda na manhã desta quinta-feira, o Tricolor bateu o Juventus, da Mooca, por 2 a 0. A atividade teve ritmo lento, mas foi repleta de divididas e faltas duras, tudo sob os olhares do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva.

Edgardo Bauza armou o time titular com Denis; Bruno, Rodrigo Caio, Breno e Carlinhos; Hudson, Thiago Mendes, Michel Bastos, Paulo Henrique Ganso e Centurión; Alan Kardec. O setor ofensivo começou impondo boa movimentação, empurrado por marcação alta da linha de defesa. As primeiras chances foram criadas pelo lado esquerdo com Carlinhos e Centurión.

O argentino quase fez um golaço ao aplicar caneta no primeiro marcador e passar no meio de mais dois, mas isolou o chute. Depois, foi Ganso quem dominou no peito, aplicou chapéu e perdeu grande chance. Tudo isso aconteceu após o placar ser inaugurado por Alan Kardec, que recebeu de Ganso, sofreu e converteu pênalti no canto esquerdo da meta juventina.

No segundo tempo, Lucão entrou na vaga de Breno e os erros da defesa foram minimizados - Breno se atrapalhou em alguns momentos e levou duras de Bauza, que exigia o time mais adiantado para marcar e na hora de cobrar faltas na defesa. Rodrigo Caio protagonizou duelo interessante com o ex-corintian Gil e cometeu muitas faltas, bem como o volante Hudson. Mais tarde, entraram Mena na vaga de Carlinhos, Daniel na de Centurión e Rogério na de Kardec.

A qualidade do jogo-treino despencou e os dois times não conseguiam criar mais nada. Daniel até tentou dar mais movimentação ao São Paulo, mas ao puxar contra-ataque sentiu fisgada no músculo posterior da coxa esquerda e precisou sair. Ganso, que havia acabado de sair para descansar e dar lugar a Matheus Reis, voltou e desequilibrou mais uma vez.

Bauza treino São Paulo
Bauza reclamou bastante do posicionamento da defesa no jogo-treino contra o Juventus nesta quinta-feira no CT (Foto: Reprodução)

O Maestro acertou belo passe para Michel Bastos em contragolpe. O camisa 7 parecia ter desistido de arrancar pela direita e diminuiu o ritmo da corrida. O zagueiro juventino afrouxou a marcação e Michel aproveitou para dar toque sutil na bola e ser aplaudido por um golaço por cobertura no ângulo esquerdo. Logo em seguida, a atividade foi encerrada (dois tempos de 35 minutos).

Mais cedo, os reservas também participaram de jogo-treino contra uma tradicional equipe de São Paulo: o Nacional, com sede em frente ao CT da Barra Funda. Bauza escalou Renan Ribeiro (Léo); Auro, Lyanco (Militão), Lucão (Luiz Eduardo) e Mena (Matheus Reis); Wilder (Marlon), Wesley, João Schmidt e Reinaldo; Daniel (Matheus) e Rogério (Caramelo).

Os gols foram marcados por Rogério, ainda no primeiro tempo, Lyanco, Reinaldo e Marlon. O garoto, assim como Militão e Matheus, ultrapassaram a idade para jogar pelo sub-17 e ainda não estão integrados ao elenco sub-20, que disputa a Copa São Paulo de Juniores. Marlon é atacante, enquanto Matheus é meia e mostrou boa movimentação e passes precisos.