Milton Cruz - São Paulo

Milton Cruz assumiu o Tricolor como interino em duas ocasiões neste ano (Foto: Érico Leonan/www.saopaulofc.net)

Bruno Grossi
25/11/2015
15:30
São Paulo (SP)

O treino do São Paulo desta quarta-feira chamou a atenção de toda a imprensa presente no CT da Barra Funda. No dia seguinte às cobranças do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, sobre falta de comprometimento, o que se viu foi uma atividade muito mais intensa do que as últimas e uma quantidade elevada de divididas duras entre os jogadores.

Duas equipes foram montadas pelo coordenador técnico Milton Cruz para trabalho técnico. Uma contava com Renan Ribeiro; Bruno, Rodrigo Caio, Lyanco e Reinaldo; Thiago Mendes, João Schmidt e Carlinhos; João Paulo, Alexandre Pato e Luis Fabiano. A outra tinha Denis; Auro, Lucão, Edson Silva e Matheus Reis; Wesley, Michel Bastos e Wilder; Rogério, Centurión e Alan Kardec. Daniel atuou como curinga.

Além da intensidade do treinamento, era possível ver atletas fazendo cobranças e elogios aos companheiros a cada lance. Lucão e Carlinhos foram os mais participativos nesse quesito, enquanto Reinaldo foi alvo da maioria das palavras de incentivo dos colegas. O lateral-esquerdo também protagonizou uma das divididas do dia, ao obrigar o lateral-direito Auro até tirar uma das chuteiras para verificar se tudo estava bem com o pé direito.

As duas principais e mais duras jogadas, no entanto, envolveram Wesley e Lyanco e, depois, Rodrigo Caio e Michel Bastos. Na primeira, o volante já havia ganhado duas disputas de bola na base da força, entrou de sola no zagueiro, mas o garoto levou a melhor e afastou o perigo. Na segunda, Michel tentou girar para finalizar de canhota, Rodrigo bloqueou o chute com força e deixou o meia no chão. O camisa 7 ainda gritou "p..., Caio" antes de ser cumprimentado.

'Todo treino tem choque porque todos aqui querem jogar e se respeitam muito'

- Eu acho que o futebol é contato físico e todo mundo busca treinar na melhor forma. Se tiver acontecido, vocês devem estar vendo de outra forma pelo que aconteceu. Todo treino tem choque porque todos aqui querem jogar e se respeitam muito, é natural - explicou Wesley, em entrevista coletiva após o treino pegado desta quarta-feira.

Mesmo diante de tantos lances ríspidos, jogadas de efeito também se destacaram no CT da Barra Funda. Luis Fabiano, por exemplo, havia acabado de ser desarmado com estilo por Lucão e descontou aplicando caneta no zagueiro, deixando Denis no chão e marcando golaço. Já Thiago Mendes recebeu ótima enfiada de pé direito de Carlinhos, correu pelo meio da zaga e bateu colocado no canto esquerdo de Renan Ribeiro.