icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/08/2015
08:03

Rafael Toloi trata com muita cautela a possibilidade de se transferir para o Atalanta (ITA). O zagueiro ficou entusiasmado com a oportunidade de atuar novamente no futebol italiano - defendeu a Roma por empréstimo no ano passado -, mas não pretende forçar a sua saída do São Paulo.

O jogador vem sofrendo com a ira da torcida nos últimos jogos, mas não tem dado muita importância a esse aspecto para decidir o futuro. Ficaria numa boa no Tricolor, é o que tem relatado a pessoas próximas.

A oferta financeira foi considerada boa por Toloi, mas não trata-se de uma situação daquelas em que é impossível de se recusar. Outros aspectos animaram mais o zagueiro.

Rafael Toloi, em treino do São Paulo (Crédito: Eduardo Viana)

Toloi gostou do Atalanta pela cidade de Bérgamo, onde fica o clube. Trata-se de um dos grandes paraísos históricos da Itália, que atrai milhares de turistas a cada ano. O Atalanta também tem fama de fazer boas vendas, o que dá ao defensor perspectiva de melhora na carreira no futuro.

O Atalanta ofereceu 3 milhões de euros (cerca de R$ 11,4 milhões) ao São Paulo, que ainda espera atingir um valor melhor. O interesse no zagueiro é antigo. Em julho, um scout do clube italiano assistiu ao jogo contra o Cruzeiro, no Morumbi, ao lado do presidente Carlos Miguel Aidar. E nesta semana surgiu a proposta para o Tricolor. 

Se aceitar a proposta do Atalanta, que tem até 31 de agosto para fechar o negócio, quando fecha a janela internacional de transferências, Toloi será o terceiro zagueiro perdido pelo clube nos últimos meses. Primeiro, Paulo Miranda foi vendido ao Red Bull Salzburg (AUT). Depois, Dória não teve o empréstimo renovado pelo Olympique de Marselha e retornou à França. O São Paulo é dono de 25% dos direitos econômicos do jogador. A parte restante pertence a investidores. 


Rafael Toloi trata com muita cautela a possibilidade de se transferir para o Atalanta (ITA). O zagueiro ficou entusiasmado com a oportunidade de atuar novamente no futebol italiano - defendeu a Roma por empréstimo no ano passado -, mas não pretende forçar a sua saída do São Paulo.

O jogador vem sofrendo com a ira da torcida nos últimos jogos, mas não tem dado muita importância a esse aspecto para decidir o futuro. Ficaria numa boa no Tricolor, é o que tem relatado a pessoas próximas.

A oferta financeira foi considerada boa por Toloi, mas não trata-se de uma situação daquelas em que é impossível de se recusar. Outros aspectos animaram mais o zagueiro.

Rafael Toloi, em treino do São Paulo (Crédito: Eduardo Viana)

Toloi gostou do Atalanta pela cidade de Bérgamo, onde fica o clube. Trata-se de um dos grandes paraísos históricos da Itália, que atrai milhares de turistas a cada ano. O Atalanta também tem fama de fazer boas vendas, o que dá ao defensor perspectiva de melhora na carreira no futuro.

O Atalanta ofereceu 3 milhões de euros (cerca de R$ 11,4 milhões) ao São Paulo, que ainda espera atingir um valor melhor. O interesse no zagueiro é antigo. Em julho, um scout do clube italiano assistiu ao jogo contra o Cruzeiro, no Morumbi, ao lado do presidente Carlos Miguel Aidar. E nesta semana surgiu a proposta para o Tricolor. 

Se aceitar a proposta do Atalanta, que tem até 31 de agosto para fechar o negócio, quando fecha a janela internacional de transferências, Toloi será o terceiro zagueiro perdido pelo clube nos últimos meses. Primeiro, Paulo Miranda foi vendido ao Red Bull Salzburg (AUT). Depois, Dória não teve o empréstimo renovado pelo Olympique de Marselha e retornou à França. O São Paulo é dono de 25% dos direitos econômicos do jogador. A parte restante pertence a investidores.