André Jardine - São Paulo

André Jardine tem levado os garotos para treinar no CT da Barra Funda (Foto: Renata Lutfi/www.saopaulofc.net)

Bruno Grossi
24/11/2015
07:30
São Paulo (SP)

O São Paulo pode, nesta terça-feira, ser campeão da Copa do Brasil Sub-20 pela primeira vez na história. Se conquistado, o título diante do Atlético-PR no Morumbi - que ficará com portões abertos para a torcida - dará direito a uma vaga na Copa Libertadores da América da categoria e deixará o currículo do técnico André Jardine ainda mais recheado. Aos 36 anos, o treinador já acumula 31 taças em 11 anos de carreira.

A carreira no banco de reservas começou em 2000 e durou quatro anos no futsal, com passagens pelo Náutico Gaúcho e pelo Internacional. No Colorado, ainda em 2004, passou a treinar o time sub-10 e passou por todas as categorias de base do clube até sair para o rival Grêmio em 2013, único ano desde que ingressou no campo em que não conquistou títulos. 

No Tricolor Gaúcho, Jardine não demorou a triunfar. Depois de rápida caminhada no time sub-17, foi promovido ao sub-20 e encerrou jejum de sete anos do Grêmio sem títulos estaduais na categoria. A campanha teve 18 jogos, com 16 vitórias e apenas dois empates, gerando aproveitamento de 92,6%. Ainda em 2014, antes de ser contratado pelo São Paulo, comandou a equipe profissional entre a saída de Enderson Moreira e chegada de Felipão.

Entre as passagens por Inter e Grêmio, o técnico disputou 35 clássicos Gre-Nais, com 17 vitórias, 15 empates e três derrotas. Por suas mãos, passaram talentos como os volantes Wallace, titular gremista, e Rodrigo Dourada, revelação colorada, o meia Fred (Seleção Olímpica e Shakhtar Donetsk, da Ucrânia) e o atacante Eduardo Sasha, também do Internacional.

'Estamos invictos na competição, porque sempre encaramos todos os jogos com seriedade', explicou André Jardine

Natural de Porto Alegre e formado em Educação Física na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Jardine foi indicado ao São Paulo por Júnior Chávare, seu coordenador no Grêmio e gerente-executivo no clube paulista. O profissional retornou à equipe gremista em agosto, mas o técnico seguiu firme à frente do time sub-20 e soma seis vitórias e três empates na campanha da Copa do Brasil da categoria. Na primeira final contra o Atlético-PR, seus garotos venceram por 2 a 0 na Arena da Baixada, em Curitiba.

- Estamos invictos na competição, porque sempre encaramos todos os jogos com seriedade. E faremos isso novamente nesta partida. Queremos repetir a atuação da primeira partida, com um time organizado e que ocupa bem o campo para não sofrer nos contra-ataques. Vamos buscar essa organização tática para buscarmos o título  - receitou o comandante.

Destacam-se na equipe treinada por Jardine, que venceu o Furacão no primeiro jogo por 2 a 0, o goleiro Lucas Perri, os laterais Foguete e Inácio, os volantes Banguelê e Jeferson, o meia Lucas Fernandes e os atacantes David Neres e Murilo. Jeferson e Murilo, inclusive, foram integrados ao elenco profissional na passagem de Juan Carlos Osorio no São Paulo. O colombiano também testou Neres, enquanto Perri só deixou os treinos no CT da Barra Funda justamente porque foi chamado para participar da Copa do Brasil Sub-20.

Copa do Brasil sub20 - AtleticoPR x São Paulo (foto:Geraldo Bubniak/AGB)
Tricolor mandou na primeira decisão contra o Atlético-PR na Arena da Baixada, na última quinta-feira (Foto: Geraldo Bubniak/AGB)