São Paulo x Botafogo-SP

Ao lado de Kardec, Ganso observa comemoração de Calleri em vitória no Pacaembu (Foto: Mauro Horita/Lancepress!)

LANCE!
24/03/2016
00:11
São Paulo (SP)

A ótima sequência de Ganso pelo São Paulo terá de ser interrompida. Isso porque o meia recebeu o terceiro cartão amarelo na partida contra o Botafogo, nesta quarta-feira, e cumprirá suspensão contra o Santos, no próximo domingo, na Vila Belmiro. Depois do jogo, o camisa 10 lamentou a ausência contra seu ex-clube.

– Difícil, a gente sempre quer jogar, principalmente os grandes jogos. A gente não venceu clássico ainda, mas vou me preparar para o próximo, que é a volta no Morumbi – analisou o Maestro tricolor.

Ganso deu a assistência para Calleri marcar o gol da vitória. Em alta, com cinco gols nas últimas sete partidas, o meia negocia com o São Paulo a renovação de contrato, que se encerra em setembro de 2017. Ele recusou a primeira oferta, mas a diretoria vê como essencial para a reformulação que deve ser implantada no meio deste ano, com novas aquisições.

– O Ganso tem contrato por um bom tempo e pretendemos reforçar. Para isso, temos de estar tranquilos quanto à posição do Ganso. Queremos fazer um contrato mais longo para buscar atletas de outras posições, sabendo que nosso maestro estará conosco – afirmou o diretor de futebol Luiz Cunha, no Pacaembu, que não revelou quanto foi oferecido ao jogador.

- Não gostaria de falar de números. Sim, temos nossas possibilidades e estão colocadas. Vamos ver como a outra parte reage. São pessoas de bom relacionamento, amigos nossos, e com certeza chegaremos a bom termo. Ele (Ganso) sinalizou positivamente, tem interesse em negociar. Quem tem interesse em negociar, quer chegar a bom termo - disse.

Ganso foi contratado em 2012 e desde então não teve reajuste salarial. Por isso, está com vencimentos atrás de outros atletas do elenco, como Alan Kardec, Wesley e Calleri. O São Paulo, provavelmente, terá de chegar acima de R$ 400 mil mensais.