Bruno Grossi e Marcio Porto
14/06/2016
07:20
São Paulo (SP)

A volta do São Paulo ao Morumbi, no fim de março, coincidiu com o início da reação da equipe na temporada. Foi no estádio, quase sempre lotado, que o Tricolor arrancou rumo à semifinal da Copa Libertadores da América, atropelou os adversários e colecionou recordes de públicos. A sintonia, no entanto, não foi encontrada no Campeonato Brasileiro.

Já foram três partidas em casa na Série A e a equipe de Edgardo Bauza conquistou somente uma vitória, em clássico com o Palmeiras, graças a gol de Paulo Henrique Ganso. Contra Internacional e Atlético-PR, no entanto, os paulistas acabaram derrotados por 2 a 1 e perderam a chance de entrar no G4 e manter os líderes por perto.

– Mostra que é um campeonato muito nivelado. É claro que não é isso que a gente quer, vamos buscar manter regularidade nos próximos jogos. Temos elenco para conquistar o título. Falamos muito de sequência de vitórias. Isso que precisamos. As pessoas podem não acreditar, mas sabemos do potencial do nosso time. Temos condições de chegar lá em cima e brigar pelo título – explicou o volante João Schmidt.

APROVEITAMENTOS
Morumbi-2015: 75,7%
Mandante-2015: 77%
Morumbi-2016: 75%
Mandante-2016: 66%

Em comum, as duas derrotas no Brasileirão foram marcadas por séries de chances desperdiçadas e gols sofridos nos minutos finais. Já na Libertadores, torneio no qual o time está com 100% de aproveitamento no Morumbi, os triunfos foram conquistados com autoridade, sem sustos e com eficiência no ataque. Os resultados, inclusive, deram tranquilidade para o São Paulo jogar respaldado pelo regulamento fora de casa.

Outra diferença gritante entre Brasileirão e Libertadores está na mobilização da torcida. Na competição sul-americana, a média de público foi de 46.110 torcedores, enquanto na Série A o número é de 17.638, mesmo com ingressos três vezes mais baratos em alguns setores. Mas há tempo para mudar, a começar por esta quarta-feira, 19h30, contra o Vitória.

São Paulo x Atletico PR
Bauza comenta derrota para o Furacão

Antes da Liberta
Serão mais três jogos como mandante no Campeonato Brasileiro antes do jogo de ida da semifinal da Copa Libertadores da América, contra o Atlético Nacional (COL). Vitória, Sport, às 21h do dia 23, e Fluminense, às 21h45 do dia 29, são os próximos adversários no Morumbi.

Reformas
Os guarda-corpos que caíram em jogo contra o Atlético-MG na Libertadores já foram reformados e reforçados com barras de sustentação, bem como outras grades do anel inferior do estádio. A expectativa era que um ofício libere as cadeiras térreas para o funcionamento após um mês, já para o jogo desta quarta-feira, mas nada foi divulgado até o momento.