Marcio Porto
24/10/2017
13:19
São Paulo (SP)

Faz um turno do Campeonato Brasileiro que Rogério Ceni deixou o São Paulo, mas ele ainda é lembrado no CT da Barra Funda. Nesta terça-feira, o goleiro Sidão foi perguntado sobre a relação com o ex-treinador e o agradeceu profundamente. Sidão disse que Ceni fez uma boa escolha ao indicá-lo no início do ano. O goleiro se firmou como titular e, no próximo sábado, no clássico contra o Santos, completará 11 jogos consecutivos. 

- Ele é o maior ídolo do clube, foi quem abriu as portas para mim, me indicou, tenho maior carinho por ele. E poder ter feito boas defesas assim, me deixa feliz de que ele fez uma boa escolha - afirmou o goleiro, em entrevista coletiva.


Sidão chegou no início do ano sob pedido de Rogério Ceni. Ele estava no Botafogo, mas pertencia ao Osasco Audax-SP. O São Paulo pagou R$ 300 mil, mais a cessão de um jogador por empréstimo: Ytalo. Ele assinou contrato até o fim de 2018, e ainda mantém contato com quem o indicou.

- Tenho privilégio de poder ainda trocar mensagens com o Rogério, ele às vezes me manda mensagem falando que fiz boa parte, desejando um bom jogo - afirmou Sidão.

Agora, o goleiro espera manter as boas atuações para ser o escolhido como titular de 2018. No momento, o São Paulo está aberto a outros goleiros. Dos reservas, Denis tem contrato até o fim de 2017, e não será renovado, e Renan Ribeiro, com vínculo até maio de 2018, pode assinar pré-contrato agora em novembro.

- Espero que sim (que o São Paulo tenha encontrado o goleiro). Espero que esse seja o pensamento de todos. Vou continuar trabalhando para que isso não mude. A torcida tem feito uma grande diferença nos jogos da capital. Só não coloca mais fora porque tem limite, mas colocaria. O Morumbi, o Pacaembu é nossa casa, e temos conseguido bons resultados. Essa questão de ser titular é momentânea, então espero manter - concluiu o goleiro.