Entrevista com Leco

O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva (Foto: Eduardo Viana)

Marcio Porto
09/12/2016
18:04
São Paulo (SP)

A diretoria do São Paulo e a Globo chegaram a um acordo sobre os valores pelos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro a partir de 2019 em TV aberta. Pela negociação, a emissora pagará R$ 20 milhões de luvas e R$ 40 milhões de adiantamento do valor do contrato. Mas a grana não será utilizada para contratar jogadores, pelo menos é o que garante o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva. O mandatário prometeu utilizar todo o montante para amortizar a dívida do clube, que hoje é de cerca de R$ 140 milhões, fora a tributária, que está equacionada no Profut.

Os valores do contrato com a Globo já estão sacramentados, mas ainda precisam de aprovação do Conselho Deliberativo do São Paulo. A decisão sairá de reunião marcada para a próxima terça-feira, no Morumbi.  A diretoria espera que o contrato seja aprovado.

Vale lembrar que este ano o São Paulo já recebeu R$ 60 milhões da Globo como luvas pelo contrato de transmissão em TV fechada. Parte do montante foi utilizado para deixar os salários dos jogadores em dia e outra parte também para equacionar a dívida. O presidente Leco promete outras soluções para reforçar o elenco de 2017.