'Neymar do Nordeste' teve bom começo no São Paulo, quando dirigido por Osorio (Foto: Rubens Chiri)

'Neymar do Nordeste' teve bom começo no São Paulo, quando dirigido por Osorio (Foto: Rubens Chiri)

Marcio Porto
21/11/2015
10:05
São Paulo (SP)

A entrada do coordenador técnico Milton Cruz no lugar de Doriva para comandar o time fez bem para o atacante Rogério. Pouco utilizado pelo ex-treinador, o camisa 17 saiu do banco de reservas para ajudar o São Paulo a vencer o Atlético-MG na última quinta e já deve ser titular do time amanhã, no clássico contra o Corinthians, na Arena Corinthians.

Contra o Galo, Rogério deu uma assistência para Alan Kardec e sofreu pênalti convertido por Luis Fabiano após entrar no lugar de Pato. Além de dar certo, a substituição serviu de ensaio para o Majestoso, já que o camisa 11 não poderá atuar por estar emprestado pelo Corinthians.

Não foi à toa que Rogério deixou o Morumbi exibindo sorrisos e confiante de que a boa atuação pode marcar uma retomada. Durante o jogo, a torcida vibrou a cada lance e na internet a empolgação foi maior. São-paulinos criaram uma mensagem chamando o atacante de “Mito” (apelido de Rogério Ceni), só que substituindo as letras “i” e “t” pelo 17, número da camisa.


Rogério jurou amor à camisa e aproveitou para agradecer os responsáveis por trazê-lo ao São Paulo. Ele creditou sua chegada a Milton Cruz, apesar de ter sido contratado quando o colombiano Juan Carlos Osorio comandava o time. Na época, Osorio chegou a dizer que foi seu auxiliar Luiz Pompillio quem observara o jogador, ex-Vitória. A dupla esteve no Morumbi quinta-feira.

– Eu falei com ele (Osorio) no vestiário. Ele está muito feliz pela vitória do São Paulo. Primeiro tenho que agradecer ao Milton, que me trouxe. Segundo ao Osorio, que fez parceria com o Milton. Terceiro, ao meu empresário – avaliou Rogério.

Rogério deve ser titular por permitir a Milton manter o esquema tático, mas Alan Kardec, autor de dois gols contra o Galo, também mantém esperanças de ser utilizado. Uma alternativa seria escalar o camisa 14 como centroavante, mas neste caso Luis Fabiano sairia. Só que o camisa 9 marcou quatro gols nos seus últimos quatro jogos. É relevante.

O último treino antes do clássico será hoje e, se depender da empolgação de Rogério e da torcida, o lugar de Pato já tem dono no clássico.