Marcio Porto
18/06/2016
07:00
São Paulo (SP)

Parte considerável da torcida do São Paulo questiona o técnico Edgardo Bauza por não utilizar o atacante Rogério na posição que ele prefere atuar, pela ponta. Bauza acha que o jogador rende mais pelo centro. Pelos lados, prefere até um novato que surge como uma nova esperança para o clube e para aliviar a iminente perda de Rogério, que deve ir para o Sport: o atacante Luiz Araújo, de 20 anos.

Formado em Cotia, o jovem foi alçado ao profissional este ano por Bauza e tem ganhado suas primeiras chances. Disputou duas partidas no Campeonato Brasileiro, contra Cruzeiro e Atlético-PR. Mas espera ir muito mais longe. É só o início, na cabeça do confiante ponteiro.

– Não é à toa que subi para o profissional. Sou um jogador de muita velocidade, habilidade e estou com muita vontade de mostrar meu potencial. Creio que quando tiver oportunidade, vou mostrar isso dentro de campo, e se Deus quiser um dia virar ídolo nesse grande clube – declarou Luiz Araújo, em entrevista ao LANCE! após o treino desta sexta-feira

No treino de quarta-feira, Luiz protagonizou uma cena emblemática que mostrou um pouco de seu jeito. Ele foi disputar uma bola com Rogério e ganhou com uma entrada que o companheiro não gostou. Rogério ficou reclamando, enquanto o garoto explicava que foi na bola.

– Sou bastante explosivo e quando estou no treinamento procuro dar meu máximo, dar o 100%, e ainda mais sabendo que o treinador gosta disso. É uma motivação a mais para mostrar nosso trabalho e que ele veja, para podermos atuar e atuar bem – disse Araújo, sobre o lance.

Luiz Araújo está inscrito na Copa Libertadores com a camisa 9 que herdou de Kieza e pode entrar para a história como atleta que venceu a competição sul-americana duas vezes no mesmo ano. O atacante foi o artilheiro da Libertadores Sub-20, com cinco gols, na campanha que deu o título ao São Paulo. O meia Lucas Fernandes também vive a mesma situação, mas terá de passar por uma cirurgia no joelho esquerdo e só volta a jogar ano que vem. A vez é de Luiz Araújo.

Entrevista exclusiva com Luiz Araújo

Quem é o Luiz Araújo?
Luiz Araújo veio de Taquaritinga. comecei jogar no Mirassol com 16 anos e a partir dali começou minha vida de jogador profissional. Comecei a ser destaque até que chamei atenção do São Paulo. São quase três anos no São Paulo e de quando cheguei até agora foi uma evolução muito grande, estou vivendo meu melhor momento.

Fala-se muito no clube que sua geração é uma das melhores dos últimos anos. Você concorda?
A gente veio provando dentro de campo, ganhando títulos, com vitórias. A gente comprovou isso dentro de campo e não pesou isso, porque aqui o São Paulo sempre busca vitórias, título. Não vai ser diferente no profissional, creio que vamos disputar bastante títulos ainda.

A quantidade de garotos no profissional facilita a adaptação?
Com certeza. Quando a gente chega fica um pouco tímido, e com a molecada trabalhando no dia a dia, com mais intimidade, facilita um pouquinho o trabalho, o diálogo.

No jogo contra o Cruzeiro, Bauza colocou você para marcar. Já se acostumou com isso?
Foi meu primeiro jogo pelo profissional. Estava um pouco ansioso, apreensivo pela estreia. Entrei para ajudar o Matheus Reis, porque as jogadas do Cruzeiro estavam todas por ali. E ajudei, fiz meu trabalho, saímos com a vitória, isso que é importante.

Já pensou que pode ganhar a Libertadores de novo?
Ainda não caiu a ficha. Ganhar a primeira já foi inexplicável, agora se ganhar será sensacional. Vou guardar para sempre na minha carreira.