Gilberto - São Paulo

Gilberto pode ser novidade do São Paulo diante do Juventude (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

Marcio Porto
20/09/2016
18:27
São Paulo (SP)

O técnico Ricardo Gomes esboçou nessa terça-feira duas formações que podem ser usadas pelo São Paulo contra o Juventude, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. O comandante promoveu a entrada de Lugano na vaga do lesionado Maicon e testou variações ofensivas, uma delas com Chavez e Gilberto como atacantes de área.

Essa formação mais ofensiva foi testada durante boa parte da atividade na tarde desta terça-feira no CT. Em um "treino fantasma", apenas com o time titular em campo sem adversários, o treinador posicionou os atletas de modo a forçar triangulações rápidas. Ora a jogada era concluída pelas laterais, com cruzamentos para os dois centroavantes, ora pelo meio para que Chavez e Gilberto fizesse a parede até encontrar Cueva e Kelvin ou os volantes que chegavam de trás. Vale lembrar que com a derrota na ida por 2 a 1, o Tricolor precisa de pelo menos dois gols para se classificar.

Quando teve o time mais ofensivo em campo, a formação foi: Buffarini, Lugano, Rodrigo Caio e Carlinhos; Thiago Mendes, Wesley, Kelvin e Cueva; Chavez e Gilberto, que marcou quatro gols em jogo treino na última segunda contra o Nacional.

Para utilizar esse time, Ricardo Gomes abriu mão de Hudson, que tem jogado como volante à frente da área. Em outra formação, similar a que tem utilizado nos jogos, Ricardo testou: Bruno, Lugano, Rodrigo Caio e Mena; Hudson, Thiago Mendes e Wesley; Kelvin, Cueva e Chavez.

A formação mais próxima do time que vem jogando foi testada no início da atividade. Ricardo Gomes também variou as laterais e fica a dúvida se ele optará por Buffarini/Carlinhos ou Bruno/Mena. Nos dois casos, um tem característica mais ofensivo e outro, defensiva.

O São Paulo se classifica dois gols de diferença ou um desde que marque pelo menos três. Se devolver o 2 a 1 da ida, a decisão será nos pênaltis. O jogo será na quinta-feira, em Caxias do Sul.