Bruno Grossi
03/11/2016
07:05
São Paulo (SP)

Passaram-se 347 dias desde que o São Paulo saiu da Arena Corinthians massacrado pelo rival alvinegro por 6 a 1, na 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ali, o que se dizia era que o Tricolor havia chegado no fundo do poço após anos irregulares que sucederam um ciclo vitorioso na década passada, mas a temporada de 2016 trouxe ainda mais vexames para o clube.

No próximo sábado, os são-paulinos voltarão a encarar o Corinthians em uma reta final de Brasileirão. Desta vez, o Morumbi será o palco e, ao invés da briga por uma vaga na Libertadores, como em 2015, a equipe luta para escapar de vez do risco de rebaixamento para a Série B. Uma trajetória conturbada que teve grande baque logo em seu início, em 17 de fevereiro.

Sao Paulo x The Strongest
Jogadores do Strongest celebram o gol marcado sobre o São Paulo na estreia da fase de grupos da Liberta (Foto: Mauro Horita/Lancepress!)

O São Paulo abria a fase de grupos da Libertadores no Pacaembu, diante do The Strongest (BOL), para quase 27 mil torcedores. Um gol de Matías Alonso, porém, deu a vitória por 1 a 0 aos bolivianos, que não venciam como visitantes na competição desde 1982 e derrubaram tabu do Tricolor: os paulistas nunca haviam sido derrotados em casa por times da Bolívia. Não demorou para um novo vexame acontecer: goleada sofrida por 4 a 1 para o Audax, que culminou na eliminação tricolor nas quartas de final do Campeonato Paulista.

No Brasileirão, outras duas equipes de menor expressão conseguiram feitos inéditos ao visitarem o São Paulo, mas no Morumbi. Primeiro foi o Atlético-PR, que fez 2 a 1 de virada e voltou a triunfar na casa dos tricolores depois de 33 anos. Já o Sport, ao segurar empate em 0 a 0, pontuou pela primeira vez como visitante diante dos paulistas na história da Série A.

América-MG x São Paulo - Goleiro João Ricardo
João Ricardo ajudou o América-MG a segurar a pressão do São Paulo e a vitória por 1 a 0 na última segunda (Foto:Vinnicius Silva/Raw Image)

Mais um tabu foi quebrado nesta semana. Na última segunda-feira, o América-MG, 19º colocado, surpreendeu com o 1 a 0 no Independência, a primeira vitória sobre os são-paulinos em 16 confrontos. O revés impediu mais uma vez que o Tricolor chegasse a três triunfos consecutivos na temporada e, com cinco jogos para o fim do ano, é preciso iniciar uma série contra o Corinthians ou já contra o Grêmio, na 35ª rodada.

Caso não alcance o feito, o São Paulo passará apenas a segunda temporada de sua história sem uma "trinca" de vitórias. A primeira vez aconteceu em 1979, um dos anos de pior aproveitamento de pontos do clube. Há ainda outro recorde negativo para evitar. Até aqui, são 25 derrotas e 24 vitórias no ano e desde 1940 (23 a 21) o Tricolor não termina uma temporada perdendo mais vezes do que ganhando. 

O torcedor também não esquece da eliminação para o Juventude, que disputou a Série C em 2016, nas oitavas de final da Copa do Brasil. Chega de vexame...