LANCE!
20/05/2016
17:04
São Paulo (SP)

A situação do zagueiro Maicon no São Paulo virou novela. Após o empresário do atleta, Antônio Araújo, dizer que dificilmente ele jogará a semifinal da Libertadores, o presidente do Tricolor, Carlos Augusto de Barros e Silva, rebateu.  Leco garantiu, em entrevista à ESPN, nesta sexta-feira, que o contrato do defensor será estendido e criticou o que ele chamou de pressão do empresário. Maicon tem vínculo válido até 30 de junho, sendo que as semifinais começam no dia 6 de julho.

- Vou cometer uma ousadia. E que está dentro do meu sentimento, muito mais do coração do que do dirigente. O Maicon vai ficar no São Paulo. Estamos fazendo de tudo e vamos fazer todos os esforços para isso. A coisa esta indo bem, muito bem organizada. Se vocês não sabem, eu imagino que não, o Gustavo esteve duas vezes no Porto cuidando do assunto. A coisa, então, vai evoluindo. Isso que esse moço falou, essa figura que se intitulou empresário dele, é para pressionar. Estamos cuidando, pode ter certeza. Vai ter dinheiro nessa história, eles querem jogador nosso, mas o São Paulo também quer o Kelvin - afirmou Leco.

Essa é apenas mais um capítulo das tratativas envolvendo o zagueiro de 27 anos. Desde que ele começou a se destacar no São Paulo, seu nome vive nos noticiários. No início, uma troca entre os dois clubes era discutida, mas não avançou. O Porto (POR) gostaria de contar com os jovens Lyanco e Inácio, da base tricolor, mas o clube brasileiro reluta.

A tendência é que o São Paulo tenha de gastar dinheiro, seja para comprar o jogador em definitivo, situação mais improvável, ou acertar um novo empréstimo, com duração de um ano. Maicon já disse que quer permanecer e isso dá ânimo à diretoria são-paulina. Por outro lado, sabem que a negociação com o Porto não é fácil, sobretudo por ele estar se valorizando. Maicon fez o gol da classificação do Tricolor às semis, contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte.