Pratto - São Paulo

Lucas Pratto e Carlos Augusto de Barros e Silva, presidente do São Paulo (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Bruno Grossi
12/02/2017
16:39
São Paulo (SP)

O São Paulo comprou 50% dos direitos econômicos de Lucas Pratto por 6,2 milhões de euros (R$ 20,5 milhões) e terá de adquirir mais 15% dos direitos se receber uma proposta superior aos 11 milhões de euros (R$ 36,4 milhões) a partir de janeiro de 2018 e não quiser perdê-lo. Atlético-MG e Vélez Sarsfield (ARG), clubes anteriores do goleador, ainda possuem fatias de seus direitos.

O valor a ser desembolsado pelo São Paulo neste caso seria proporcional ao que o clube pagou por 50% dos direitos. Os 15% custariam, então, 1,8 milhão de euros (R$ 5,9 milhões).

O contrato também estipula algumas metas que permitem ao São Paulo comprar novas fatias dos direitos do jogador dependendo do desempenho dele em campo e de possíveis convocações para a seleção argentina, também com valores proporcionais ao da venda inicial.

De acordo com Carlos Augusto de Barros e Silva, presidente do São Paulo, o clube pode chegar a ser dono de até 95% dos direitos do atacante. O contrato atual prevê que o Atlético-MG mantenha ao menos 5%.

O argentino será apresentado no CT da Barra Funda nesta segunda-feira, às 12h30. Neste domingo, ele foi com a delegação para o Morumbi antes da partida contra a Ponte Preta.