São Paulo x Corinthians

Petros reclamou da arbitragem no empate no Morumbi (Foto: Maurício Rummens/Fotoarena/Lancepress!)

LANCE!
24/09/2017
14:13
São Paulo (SP)

Autor do gol do São Paulo no empate com o Corinthians, no Morumbi, o volante Petros reprovou a atuação da arbitragem. De acordo com o atleta, que jogou no Timão entre 2014 e 2015, houve erros capitais a favor dos visitantes. O principal teria sido no lance do gol de Clayson, em que Rodriguinho teria cometido falta em Júnior Tavares no início da jogada. Petros lamentou os pontos perdidos e lembrou da época em que atuou no rival para insinuar que o Corinthians foi ajudado pelo apito. 

- Daria tudo para conseguir essa vitória. Resultado injusto. Dominamos por completo o Corinthians, poucas vezes vi uma superioridade tão grande, e olha que somos time de zona de rebaixamento. Se tem 50 lances como esse, são 50 faltas. Mas já joguei lá - disse Petros. 


Questionado sobre o que quis dizer com a frase, Petros tentou minimizar a afirmação e lembrou do tento anulado de Militão, aos 13 minutos do segundo tempo, quando estava 1 a 0 para o São Paulo. O juiz marcou falta de Pratto em Cássio no momento do gol, e não marcou a infração de Rodriguinho em Júnior Tavares. no lance que resultou no chute de Clayson nas redes de Sidão.  

- O que quero dizer é que é falta. Ele deu falta igual do Pratto na área. Tem que apitar, aqui é o São Paulo. Não quero dar recado para ninguém. Não é vacilo, é falta, tem que apitar. Não tem que reclamar para apitar, tem que apitar - acrescentou o volante, defendendo o uso do árbitro de vídeo e criticando os desmandos da CBF em relação ao uso da tecnologia.  

- A semana toda é polêmica, vai pôr árbitro de vídeo, depois não põe, a CBF volta atrás, e a gente não sabe o que vai acontecer - completou. 

O empate mantém o Corinthians disparado na liderança, com 54 pontos, e o São Paulo continua na zona de rebaixamento.