Bruno Grossi
20/11/2016
06:50
São Paulo (SP)

O Campeonato Brasileiro irregular do São Paulo, marcado por atuações ruins e críticas pesadas da torcida, deixa à sombra uma estatística importante da equipe. Até a 36 rodada, quando pega a Chapecoense às 19h30 deste domingo na Arena Condá, o Tricolor tem a quarta melhor defesa da Série A, com 33 gols sofridos. Apenas Palmeiras, Santos e Atlético-PR, todos no G6, foram vazados menos vezes.

A média de 0,94 gol sofrido por partida já é bem menor do que a do Brasileirão do ano passado – 46 gols em 38 jogos, com média de 1,21 –, quando o sistema defensivo era bastante criticado. Nesta temporada, os números já haviam apresentado ligeira melhora sob o comando de Edgardo Bauza, mas foi com Ricardo Gomes que a defesa se tornou mais sólida. Em 17 compromissos com o técnico, a equipe foi vazada 14 vezes, resultando em média de 0,82.

Essa segurança defensiva tem ajudado a compensar os problemas ofensivos do São Paulo, que fez 37 gols para ser o quinto pior do Brasileirão ao lado de Santa Cruz e Grêmio. Contra a Chapecoense, a proteção à meta de Denis mais uma vez será vital para compensar as deficiências na frente, já que o setor perdeu os suspensos Luiz Araújo e Chavez, vice-artilheiro do Tricolor na temporada com oito gols em 21 exibições. David Neres e Cueva devem ter as companhias de Robson e Pedro, que nunca marcaram, como titulares.

Mas além dos números atuais na Série A, a defesa terá outro aliado para o confronto de hoje: o retrospecto contra a Chape em Santa Catarina. Nas duas primeiras visitas à Arena Condá, o time paulista não foi derrotado e nem sequer sofreu gols: 0 a 0 no segundo turno da edição de 2014 e 1 a 0 no primeiro turno de 2015, com gol do volante Souza, atualmente no Fenerbahçe (TUR). Por outro lado, os catarinenses também nunca foram derrotados no Morumbi: 1 a 0 em 2014, 0 a 0 em 2015 e 2 a 2 no primeiro turno.

A defesa são-paulina também precisará desafiar os números ruins do time como visitante nesta temporada. No Brasileirão, foram 17 partidas longe de casa, com apenas quatro vitórias, cinco empates e oito derrotas. No geral, foram 34 confrontos, com seis vitórias, 13 empates e 15 derrotas.

Depois da Chape, os tricolores ainda serão visitantes contra o Atlético-MG no próximo domingo, no Independência. E contra o Santa Cruz, na última rodada, será mandante no Pacaembu, já que o Morumbi receberá show da banda britânica Black Sabbath.

MARCAÇÃO EM ALTA
​O São Paulo segue firme como a equipe que mais acerta desarmes no Campeonato Brasileiro. Segundo o Footstats, foram 651 em 35 partidas, o que rende média de 18,6 por jogo. O segundo colocado do ranking é o rival Corinthians, com 620. Entre os jogadores, Hudson aparece como o melhor do time, em sétimo no geral, com 80 desarmes. Em média, é o líder, com 4,2.

ÚLTIMA CHANCE
​Vencer a Chapecoense neste domingo é a única forma do São Paulo ainda ter chances de conquistar três vitórias consecutivas nesta temporada. Até aqui, foram sete sequências de dois triunfos interrompidas.