HOME - São Paulo x Água Santa - Campeonato Paulista - Calleri (Foto: Maurício Hummens/Fotoarena/LANCE!Press)

Calleri comemora um dos gols marcados contra o Água Santa (Foto: Maurício Hummens/Fotoarena/LANCE!Press)

Marcio Porto
10/03/2016
10:05
Enviado especial a Buenos Aires (ARG)

Se a torcida do São Paulo clama por um gol de Calleri, que não marca há oito jogos, o pai do jogador é mais ambicioso. Guillermo Calleri, de 47 anos, não economizou na hora de fazer um pedido ao filho. O ex-jogador do All Boys, clube da família, disse que o camisa 12 do Tricolor está lhe devendo três gols, um hat-trick, e quer vê-los contra o River Plate (ARG), nesta quinta-feira, em Buenos Aires, pela Libertadores.

- Desejo que ele faça os melhores 90 minutos de sua vida futebolística, que jogue bem e faça um hat-trick. Está me devendo porque nunca fez. Eu não cobro, porém a bola, sim - falou Guillermo, com um sorriso no rosto, enquanto mostrava ao LANCE! as imagens do filho espalhadas pela casa da família em Buenos Aires.

Guillermo também é otimista quanto ao futuro do filho no Tricolor. Ele diz que há chance de Calleri continua no clube após o término do seu contrato, no fim de junho.

- É possível, claro. A Libertadores está no meio, depois é possível se avançar. Existe a possibilidade, tem de ver quando chegar o momento, porque tem gente que investiu muito dinheiro nele e tem de ver como vai seguir - declarou.

Calleri
Calleri e o pai Guillermo vibram com vitória da Argentina sobre o Irã na Copa de 2014 no Maracanã (Foto: Marcio Porto)


Guillermo garante que o filho está muito adaptado e feliz no São Paulo e como prova cita um momento que emocionou a família no Brasil. Ele e a esposa foram às lágrimas ao ouvirem a torcida tricolor cantar a música "Ôôôô, toca no Calleri que é gol", logo após o atacante marcar dois gols na vitória por 4 a 0 sobre o Água Santa, pelo Paulistão, no Pacaembu. Foi o terceiro gol dele em dois jogos, antes do jejum.

- Queria agradecer ao torcedor do São Paulo. Estive no Pacaembu, e quando cantaram a música, chorei, para mim foi demais, porque era para um garoto para nós e já estava recebendo carinho tão grande na terceira partida por um clube tão grande. Uma canção dedicada a ele, agradeço, Fiquei emocionado.


Orgulhoso do filho, Guillermo abriu as portes de sua casa para o LANCE!  e mostrou relíquias da carreira do filho. Além de fotos com Guardiola e pelas categorias de base do All Boys, clube que o revelou, há registros pelo Boca Juniors e São Paulo. Nesta quinta, Calleri será titular do Tricolor no duelo contra o River Plate e é a principal esperança de gol no duelo.