icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
26/08/2015
22:56

A diretoria do São Paulo disse antes da vitória contra o Ceará nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil, que não havia chance de o técnico Juan Carlos Osorio sair, mesmo que os resultados positivos demorassem a aparecer. No entanto, após o confronto, que garantiu o Tricolor nas quartas de final da competição nacional, o colombiano mostrou que não é bem assim.

Osorio segue empenhado em sua ideia de brilhar no Brasil, mas tem em mente que só com vitórias terá clima para seguir. O treinador cogitou abandonar o cargo mesmo se o São Paulo avançasse nesta quarta, como de fato aconteceu.

- Primeiramente, muito obrigado para todos os torcedores. Eu aprecio profundamente e genuinamente o apoio da maioria dos torcedores, mas o futebol profissional no Brasil é como na Argentina e na Colômbia, é de resultados. Tanto a diretoria como o técnico podem pensar que os resultados não acontecem e que temos de tomar uma decisão. Eu espero que tenhamos uma boa reação e que o torcedor siga torcendo pelo São Paulo. O mais importante é São Paulo como time, como clube - analisou o treinador, ainda no gramado do Castelão, em Fortaleza.

- Sou um ser humano. Tenho sentimentos, alegrias, saudades... normais. Eu vim com um propósito, com o objetivo de ganhar no Brasil. É muito difícil quando você perde três jogos consecutivos - completou.

Osorio na partida contra o Ceará nesta quarta-feira

O treinador ficou chateado com a diretoria pela saída de oito jogadores desde que chegou e outras atitudes. Após a derrota para o Ceará, no jogo de ida, ele recebeu uma crítica de um dirigente por mensagem no telefone. Ao mesmo tempo, recebeu convite do México e ficou tentado. Mas despistou sobre a proposta nesta quarta.

- Eu acho que o mais importante é o São Paulo, clube. Se algum dia eu mudo de decisão (de sair), todos vão saber e evitar muita especulação agora. É muito importante para elenco que da minha parte a mensagem seja claro e contundente. Hoje era um jogo para mostrar espirito competitivo, que temos vigor além de talento e que tem comprometimento - disse Osorio.

O São Paulo volta a campo no próximo sábado, contra a Ponte Preta, às 21h, no Morumbi. O time tentará se reabilitar na competição, após derrotas para Goiás e Flamengo.

A diretoria do São Paulo disse antes da vitória contra o Ceará nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil, que não havia chance de o técnico Juan Carlos Osorio sair, mesmo que os resultados positivos demorassem a aparecer. No entanto, após o confronto, que garantiu o Tricolor nas quartas de final da competição nacional, o colombiano mostrou que não é bem assim.

Osorio segue empenhado em sua ideia de brilhar no Brasil, mas tem em mente que só com vitórias terá clima para seguir. O treinador cogitou abandonar o cargo mesmo se o São Paulo avançasse nesta quarta, como de fato aconteceu.

- Primeiramente, muito obrigado para todos os torcedores. Eu aprecio profundamente e genuinamente o apoio da maioria dos torcedores, mas o futebol profissional no Brasil é como na Argentina e na Colômbia, é de resultados. Tanto a diretoria como o técnico podem pensar que os resultados não acontecem e que temos de tomar uma decisão. Eu espero que tenhamos uma boa reação e que o torcedor siga torcendo pelo São Paulo. O mais importante é São Paulo como time, como clube - analisou o treinador, ainda no gramado do Castelão, em Fortaleza.

- Sou um ser humano. Tenho sentimentos, alegrias, saudades... normais. Eu vim com um propósito, com o objetivo de ganhar no Brasil. É muito difícil quando você perde três jogos consecutivos - completou.

Osorio na partida contra o Ceará nesta quarta-feira

O treinador ficou chateado com a diretoria pela saída de oito jogadores desde que chegou e outras atitudes. Após a derrota para o Ceará, no jogo de ida, ele recebeu uma crítica de um dirigente por mensagem no telefone. Ao mesmo tempo, recebeu convite do México e ficou tentado. Mas despistou sobre a proposta nesta quarta.

- Eu acho que o mais importante é o São Paulo, clube. Se algum dia eu mudo de decisão (de sair), todos vão saber e evitar muita especulação agora. É muito importante para elenco que da minha parte a mensagem seja claro e contundente. Hoje era um jogo para mostrar espirito competitivo, que temos vigor além de talento e que tem comprometimento - disse Osorio.

O São Paulo volta a campo no próximo sábado, contra a Ponte Preta, às 21h, no Morumbi. O time tentará se reabilitar na competição, após derrotas para Goiás e Flamengo.