Protesto torcida São Paulo

Torcedor do São Paulo protesta contra Michel Bastos na entrada do Pacaembu (Foto: Marcio Porto)

Marcio Porto
21/02/2016
15:06
São Paulo (SP)

Horas antes do duelo do São Paulo contra o Rio Claro neste domingo pelo Campeonato Paulista, a torcida do Tricolor já se reuniu em frente ao estádio do Pacaembu, local do jogo, para protestar contra a má fase do time, dentro e fora de campo, especialmente contra Michel Bastos. O movimento durou mais de uma hora e os torcedores deram a volta no estádio com os insultos, porém de forma pacífica.

O jogador, que usou a faixa de capitão do Tricolor nas últimas partidas, é chamado de 'Migué Bastos' nos protestos da torcida e satirizado com uma marca de cerveja, após uma foto do mesmo bebendo circular pela internet. Os torcedores também desfilaram com cervejas nas mãos, entre um gole e outro.


Outra parte dos torcedores se fantasiaram de mafiosos, segundo eles, porque há uma máfia dentro do São Paulo.

O dirigente do clube, Gustavo Vieira de Oliveira, também foi alvo da torcida, que questionou seu salário no Tricolor. O vice-presidente de futebol, Ataíde Gil Guerreiro, foi outro questionado pelo grupo de são-paulino que gritavam, entre outros cantos, "não é mole não, estou cansado de time amarelão".