Ganso - São Paulo

Ganso tem sido protagonista do São Paulo desde o início do ano (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Bruno Grossi
16/04/2016
07:45
São Paulo (SP)

O São Paulo é outro, muito mais competitivo, para disputar as quartas de final do Campeonato Paulista contra o Osasco Audax. E se o Tricolor tem nova postura para o jogo de domingo, às 18h30 no José Liberatti, Paulo Henrique Ganso certamente pode receber boa parte dos louros.

A evolução do time de Edgardo Bauza passa obrigatoriamente por Ganso. Patón exige que os outros atletas procurem o Maestro em campo e que o meia seja mais intenso, por mais tempo. O camisa 10 aceitou a missão do técnico para voltar à Seleção Brasileira e mudou. E mudou muito!

Em 2016, o armador está mais forte fisicamente e melhorou a eficiência na marcação. Os avanços atléticos ainda vieram acompanhados de um novo perfil: Ganso é líder desde o dia a dia no CT da Barra Funda até os jogos do Tricolor.

– Ganso sempre me pareceu o maestro que é de fato, o melhor camisa 10 do futebol brasileiro. E quando cheguei aqui tive a prova disso. Ele corre do ataque à defesa o tempo todo. Dizem que ele não marca, mas é muito importante na recomposição. É experiente e é importante ter alguém do peso dele lutando por nós. Ele é muito humilde e não quer ser mais do que ninguém. Trabalha forte no dia a dia para crescer na vida – elogiou Kelvin, ao LANCE!.

O Ganso que comanda o time chama muito mais a atenção. O protagonismo em campo apareceu com a sequência de cinco gols e as assistências sempre precisas. Fora das quatro linhas, esse camisa 10 comandante surge nos treinos, no vestiário e até mesmo no ônibus do clube. A empolgação com o Maestro passa por dirigentes e chega firme na torcida, mesmo que de outros times.

SEGUIDORES DE GANSO
Facebook: 3,44 milhões
Twitter: 1,67 milhão
Instagram: 737 mil

No futebol brasileiro, não há atletas com mais seguidores em redes sociais do que Ganso, patrocinado em seus perfis pelas americanas Nike, que fornece suas chuteiras, e Gatorade. No Facebook, por exemplo, os números são tão expressivos (3.444.953 curtidas) que ultrapassam os de Alexandre Pato (2.395.825) e Lucas (3.423.187), que já atuam na Europa e agregam outros mercados.

O crescimento não passou batido pelo Facebook, que chegou a convidar o Maestro para reunião na sede da empresa. Nas conversas com o meia e seu estafe, foi identificada uma baixa taxa de rejeição de torcedores rivais no Brasil e uma quantidade considerável de fãs fora do país. Imaginem na Seleção!