Daniel coletiva aprova parceria com ganso e novo esquema

Daniel será titular do São Paulo na partida contra o Botafogo-SP, nesta quarta, no Pacaembu (Foto: LANCE!TV)

Ana Canhedo 
23/03/2016
10:20
São Paulo (SP)

Recentemente, a diretoria são-paulina passou por reformulação. Entre as mudanças, a principal foi a saída de Ataíde Gil Guerreiro da vice-presidência de futebol do São Paulo e a entrada de Luiz Cunha no cargo de diretor de Rubens Moreno. Ciente de que isso pode, sim, dar uma "mexida" nos bastidores do clube, que passa por problemas dentro e fora de campo, o meio-campista Daniel não teme que isso afete o plantel de jogadores.

- Confio muito no elenco, tem muita qualidade, isso não é uma preocupação, não. Claro que se chegar jogadores para somar, queremos sempre vencer, conseguir muitos objetivos esse ano, então vai ser importante - disse, para logo completar:

- A gente ficou sabendo que o Ataíde teve mudança de função. Enfim, acho que pode dar uma mexida, sim. Mas acho que o time está sempre pensando em vencer, não importa a situação política do clube. Não interfere em muita coisa até porque o Ataíde vai continuar dentro do clube, todo mundo gosta dele por aqui.

Vale lembrar que Ataíde ficou na vice-presidência de futebol por 23 meses, durante as gestões de Carlos Miguel Aidar, que renunciou ao cargo em 2015, e Carlos Augusto de Barros e Silva. Rubens Moreno também deixou a diretoria de futebol, abrindo, assim, espaço para que Luiz Cunha ficasse com o cargo. Ataíde ficará responsável por gerir a diretoria de relações institucionais do clube do Morumbi. 

Em campo, o técnico argentino Edgardo Bauza tem buscado mudanças na equipe para conseguir, enfim, resultados satisfatórios. Na partida desta quarta-feira, às 21h45, Patón, que lida com dez desfalques na equipe, escalará um time com três volantes e muitas mudanças. Contra o Botafogo, os 11 titulares serão: Denis; Caramelo, Lugano, Maicon e Bruno; Hudson, João Schmidt e Hudson; PH Ganso e Daniel; Calleri. 

O São Paulo não vence há cinco jogos - desde a partida contra o Novorizontino, pela sexta rodada do Campeonato Paulista, no dia 24 de fevereiro. Desde então, a equipe perdeu da Ponte Preta, do São Bernardo e do Palmeiras, além de empatar com o Ituano pelo Estadual. Na Libertadores, empatou com o Trujillanos (VEN).