Marcio Porto
12/06/2016
07:00
São Paulo (SP)

O atacante Rogério não passa por um bom momento no São Paulo e pode deixar o clube. Ele interessa ao Sport, que já fez contato para saber da possibilidade de uma negociação. A diretoria do Tricolor não gostaria de liberar o atacante, mas seu comportamento nos últimos dias pode culminar na saída.

Insatisfeito por não ser utilizado como gostaria pelo técnico Edgardo Bauza, e, com o interesse do Sport, tem forçado uma situação para pressionar o clube a liberá-lo. Por conta disso, ele foi afastado da derrota do último sábado para o Atlético-PR no Morumbi - o atacante nem constou na lista de relacionados. A ideia é que ele repense sua atitude e volte mais comprometido a lutar por espaço. Caso a situação não seja contornada, ele deve ser liberado.

- Esperamos que ele resolva seus problemas pessoais, porque é um jogador importante e queremos ficar com ele. Mas essas coisas podem acontecer no futebol (negociação) e há clubes interessados - disse o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva.

Rogério virou uma espécie de talismã da torcida do São Paulo, mas ainda não conquistou o técnico Bauza. Primeiro que ele reclamou por não ser escalado na ponta, onde prefere atuar, enquanto o argentino acredita que ele rende melhor pelo meio. Foi assim que ele entrou no segundo tempo e marcou o gol do empate contra o Coritiba, por 1 a 1, fora de casa, pelo Campeonato Brasileiro.

O camisa 17 tem 25 anos e contrato com o São Paulo até setembro de 2018. E sua concorrência vai aumentar depois da participação do Peru na Copa América, já que o São Paulo contratou o meia-atacante Christian Cueva, que estava no Toluca (MEX). Ele chega indicado por Bauza e com a moral de ser o camisa 10 de sua seleção.