São Paulo x Toluca

Michel sai correndo alucinado após abrir o caminho para a goleada por 4 a 0 (Foto: Mauro Horita/Lancepress!)

LANCE!
29/04/2016
10:20
São Paulo (SP)

Michel Bastos foi um dos protagonistas da noite da última quinta-feira no Morumbi. O belo gol marcado pelo camisa 7 abriu a contagem para a goleada do São Paulo por 4 a 0 sobre o Toluca (MEX) e deixou o time tranquilo no jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores da América. Assim, o meia lavou a alma em sua melhor partida da temporada.

- Eu precisava desse gol, porque não vinha sendo decisivo. Foi bom para todos que não acreditavam na gente. Não importa como é o gol, se é golaço, se é de barriga. O negócio é bola na rede. Foi a melhor partida minha e de toda a equipe. Estamos dando a cara e a identidade que o São Paulo precisa ter na Libertadores - destacou Michel, autor de três gols no ano.


Além da beleza do gol, o meia se sobressaiu pela forma como vibrou na comemoração. Ele gritou, bateu no braço no sinal tradicional de raça e ainda se ajoelhou no símbolo do São Paulo. Para o meia, esse é o espírito que todos os jogadores precisam incorporar para que o Tricolor consiga seguir forte na campanha pelo tetra da Libertadores.


- A comemoração não foi planejada. Não imaginava ir ao símbolo, veio na hora. Dei um pique tão grande que passei mal até. Isso mostra também a vontade que tenho de me doar e mostrar para o torcedor que em nenhum momento quis prejudicar o São Paulo. Esses gestos, essa minha doação mostram o quanto estou firme e forte com o São Paulo - disse, antes de prosseguir:

- Se continuar assim, dificilmente uma equipe vai conseguir ganhar da gente. O maior desafio é manter. Regularidade é algo que ainda não conseguimos ter. O mais difícil é fazer uma bela partida e repetir. É pegar o jogo como exemplo e melhorar. Vi muita gente não acreditando no São Paulo e hoje, com esse futebol, sabem que podemos chegar até o fim. Bauza nem precisa mais falar muito. A gente já entende o que ele quer passar com mais facilidade do que no começo e assim vamos longe - projetou.