LANCE!
22/04/2016
10:30
São Paulo (SP)

Foi sofrido, mas o São Paulo está nas oitavas de final da Copa Libertadores. Na noite de quinta-feira, a equipe superou a altitude de La Paz, conquistou o empate necessário com o The Strongest (BOL) e avançou. Ciente do ceticismo que envolveu a classificação do Tricolor, o meia Michel Bastos comemorou o resultado e aproveitou para alfinetar os "descrentes". 

— O importante é que a equipe está de parabéns, momento é de comemorar, até porque muita gente não acreditava na nossa classificação e estamos aí. Firmes, fortes e classificados — afirmou o jogador. 

 meia também deu sua versão sobre a confusão que envolveu Calleri após o jogo. O atacante trocou agressões com os adversários e foi expulso pelo árbitro Roberto Tobar. O chileno mostrou o vermelho ao argentino, mas não advertiu os jogadores do Tigre, o que provocou a ira dos são-paulinos. De acordo com Michel, a briga teria iniciado antes mesmo do apito final. 

— Antes de acabar o jogo, um membro da comissão deles agrediu alguém da nossa comissão. No final, fomos até o meio de campo comemorar e aí começou a confusão. Calleri tentou afastar e foi expulso, ninguém sabe por que — explicou.


No entanto, Michel preferiu minimizar o ocorrido e apenas celebrar a comemoração, a exemplo do companheiro Kelvin. Acionado de última hora na vaga de Ganso, o meia sobrou na marcação e foi um dos destaques da noite.

— O time todo correu, entrou com uma proposta de jogo e deu certo. Levamos o gol, mas tivemos cabeça boa para buscar o empate e saímos com a classificação — completou Kelvin.