LANCE!
24/06/2016
00:05
São Paulo (SP)

A comissão técnica, o elenco e a torcida do São Paulo: estão todos de mãos atadas esperando o desfecho da novela da renovação de Maicon. A uma semana do término de seu contrato de empréstimo, o zagueiro do Porto (POR) reiterou novamente o desejo de prorrogar o vínculo, e apesar do otimismo, lembrou que a decisão cabe à diretoria.

- Eu não sei de nada da minha situação, tenho mais uma semana de contrato e vou cumprir. Sempre deixei claro que quero ficar. Está nas mãos da diretoria, tenho certeza que vão conseguir resolver. Estou tranquilo, sempre procurei ajudar da melhor maneira possível. Vou ficar muito feliz de prorrogar meu contrato - afirmou o atleta após o empate com o Sport.

De acordo com o agente de Maicon, o São Paulo ofereceu 5 milhões de euros para segurar o jogador que caiu nas graças da torcida. A imprensa lusa disse que o clube não aceita receber menos que 8 milhões. 

Ainda nesta quinta, o presidente Leco negou que o Porto tenha assumido postura irredutível e afirmou um "sentimento positivo" quanto ao acordo. Já Edgardo Bauza mostrou-se menos esperançoso. O treinador disse já ter recorrido a todos os recursos possíveis, e, agora, limita-se a aguardar a decisão sobre o futuro do defensor. Enquanto isso, considera outras opções para o sistema defensivo tricolor, tendo em vista as semifinais da Libertadores, no dia 6 de julho, contra o Atlético Nacional (COL).

- Não posso fazer mais nada a respeito disso. Todas as cartas estão na mesa. Se não puder jogar, vamos trazer outro jogador para o outro semestre. Na Libertadores, vai demorar para alguém se adaptar. Se ele não ficar, uso outro do elenco - resumiu Patón. 

Enquanto a negociação com o Porto não se resolve, o São Paulo conversa, paralelamente, com outros dois zagueiros. Ambos atuam no exterior, mas o clube preferiu manter os nomes em sigilo. Caso Maicon prorrogue seu vínculo, as tratativas com os atletas serão interrompidas.