Maurides e Maicon

Maurides e Maicon  são irmãos e estarão de lados opostos neste domingo (Foto: Reprodução/Twitter)

Marcio Porto
10/09/2016
19:35
São Paulo (SP)

São Paulo e Figueirense fazem neste domingo, no Morumbi, um confronto direto contra o rebaixamento e o drama das equipes é vivido em família. Literalmente. Que o diga a família Roque, que terá dois membros na partida pelo Campeonato Brasileiro. De um lado, o zagueiro tricolor Maicon. Do outro, o atacante Maurides defende o Figueira.

Maurides, de 22 anos, deve ficar no banco de reservas, enquanto Maicon, de 27 anos, é titular absoluto do São Paulo e capitão do time. Os dois estão em situações difíceis no campeonato e, se depender do são-paulino, que é o mais velho, não haverá trégua familiar. Em maio, em entrevista ao LANCE!, Maicon disse que nunca aliviou para o irmão mais novo.

- Não gosto de ficar de conversinha dentro de campo, de risadinha, se eu puder ir pra arrebentar o adversário, que não seja desleal... Eu tive oportunidade de jogar contra o meu irmão e falei para minha mãe: “Mãe, se tiver dividida com meu irmão, vou dividir como se fosse um jogador qualquer”. Não tem irmão dentro de campo. Costumo dizer que dentro de campo não tenho amigos, tenho apenas companheiros de profissão - afirmou o zagueiro.

Maicon e Maurides se enfrentaram duas vezes em Portugal. O zagueiro defendia o Porto, pelo qual fez carreira, e o atacante, o modesto Arouca. Cada um venceu uma vez. Agora, será uma espécie de tira-teima.

Maurides ainda busca mais espaço no cenário nacional. Ele foi revelado pelo Internacional. No clube gaúcho, protagonizou um lance infeliz que o fez ser mais conhecido. Em 2011, ao marcar um dos três gols do Inter na vitória sobre o América-MG, pela Copa do Brasil, o atacante emplacou sua comemoração característica dando um salto mortal, mas não teve sucesso. A queda não foi amortecida da maneira pretendida e o jogador rompeu um ligamento do joelho direito. Ficou três meses fora.

O duelo entre São Paulo e Figueirense começa às 11h, no Morumbi. O Tricolor tem 28 pontos, contra 27 do Figuera, o primeiro clube da zona do rebaixamento. Uma coisa é certa: só um dos irmãos Roques poderá saborear totalmente uma vitória neste domingo.