Fabuloso chama Juvenal de 'maluco', elege melhor briga e alfineta Corinthians
LANCE!
27/11/2015
15:06
São Paulo (SP)

Como de costume, Luis Fabiano aproveitou a perguntas da imprensa em entrevista coletiva nesta sexta-feira para alfinetar os dirigentes do São Paulo. A cerca de um mês do fim do contrato com o Tricolor, o centroavante de 35 anos lamentou nunca ter sido procurado para a renovação do vínculo ou, ao menos, explicações sobre a decisão de não mantê-lo a partir de 2016.

- Entendo o lado do clube. Foi um ano muito conturbado, problemático, com muitas coisas atípicas. Eles têm coisas mais importantes para se preocupar. Não conseguiram começar o planejamento direito ainda, não tem técnico... Podem querer uma renovação de elenco. O Leco (Carlos Augusto de Barros e Silva, presidente) entrou agora, tem problemas mais urgentes, eu entendo. Não estou aqui para pedir explicações. Cada um tem que viver sua vida, foi bom enquanto durou - declarou o camisa 9 no CT da Barra Funda.

As críticas de Luis são direcionadas à gestão de Carlos Miguel Aidar, que renunciou à presidência do Tricolor no dia 13 de outubro. O antigo mandatário chegou a dizer que o centroavante tinha "custo-benefício zero" em abril deste ano e, em algumas ocasiões, falou publicamente que lutaria pela renovação do ídolo, mas apresentava discurso oposto nos bastidores. A relação estremecida fez com que Fabuloso sentisse ainda mais falta do ex-presidente Juvenal Juvêncio, responsável por contratá-lo em 2011.

- Não tem relação só com pessoas, tem o momento do clube, talvez minha idade, alguns jovens surgindo, a reformulação... Tudo tem um começo, meio e fim. Talvez seja o fim. Não tem um ou outro dirigente responsável. Poderia ser o Juvenal e acontecer a mesma situação. A relação com ele era especial porque ele é meio maluco que nem eu (risos). E dois malucos se entendem! Poderia acontecer a mesma coisa,  mas talvez o Juvenal me chamasse pra conversar e explicaria a situação - destacou o veterano.

Juvenal no vestiário (Foto: Divulgação)
Juvenal fala no vestiário com Fabuloso ao centro (Foto: Divulgação)

Com proposta do Tianjin Songjiang (CHN), treinado por Vanderlei Luxrmburgo, Luis ainda não decidiu qual rumo seguir na próxima temporada. A ideia do artilheiro é esperar o jogo deste sábado, às 17h, contra o Figueirense para ver se novas ofertas chegarão. Só então Fabuloso tornará público seus novos passos. A única certeza, para ele, é descartar uma renovação no São Paulo.

- Já teve tempo suficiente para isso, agora é pensar em outras situações.Tenho uma pequena ideia do que fazer e, dependendo do que acontecer, encaminharei meu destino. Vamos ver se aparecem coisas novas, senão, já tenho um rumo na cabeça. Todos sabem o carinho que tenho por esse clube e se pudesse encerrar a carreira aqui, conversaria numa boa. Faz parte do futebol. Chegou o momento de seguir minha vida. Torço muito para que o ano que vem seja muito melhor, que o clube se estruture, se levante e chegue onde merece na próxima temporada - encerrou.