Torcida do São Paulo
Diós volvió! Veja o vídeo da chegada do ídolo a São Paulo
Bruno Grossi
12/01/2016
21:13
São Paulo (SP)

O zagueiro uruguaio Diego Lugano desembarcou no aeroporto de Guarulhos no início da noite desta terça-feira e foi recepcionado por cerca de mil torcedores. Entre gritos pelo ídolo celeste, bandeirões e sinalizadores, até mesmo a mascote tricolor esteve no local para integrar a festa para o defensor de 35 anos, que estava em Montevidéu. 

O esquema de segurança no local foi confuso e acabaram acontecendo alguns tumultos. Uma torcedora chegou a reclamar de agressão e roubo, que teriam sido cometidos por um dos seguranças.  Funcionários do clube ficaram voltados para a proteção do jogador e seus familiares, até a van que os levou embora, enquanto Policiais Militares e funcionários de Cumbica organizaram o esquema no saguão. O jogador falou rapidamente com a imprensa: 

- Foi uma loucura (risos). Torcedores por todos os lados cantando e demonstrando um amor muito grande pelo clube. Estou muito contente e com vontade de vestir esta camisa novamente. Foi realmente muito lindo. Fiquei emocionado e jamais esquecerei esta grande homenagem. Hoje, sinto que servi de instrumento para a torcida demonstrar seu amor - destacou o ídolo.


O corredor formado no saguão foi se afunilando a medida que Lugano era praticamente arrastado pelos fãs e seguranças. Os primeiros a chegar à van reservada pelo São Paulo foram a mulher Karina e os três filhos do casal. Nicolas, o mais velho e que também é zagueiro, teve o nome gritado pelos torcedores. Alguns tiraram selfies com o garoto de 15 anos. 

Após passar pelos aficionados, Lugano seguiu para a van pela porta de trás e, já no interior do veículo, abriu a janela e jogou a polo branca do Tricolor que vestia para os torcedores. A festa prosseguiu na rua interna do aeroporto, que precisou ser interditada. Aos poucos a multidão foi se espalhando e funcionários iniciaram a limpeza do local.

O jogador assinou contrato até junho de 2017 e a data de sua apresentação ainda não foi definida devido ao atraso na liberação junto ao Cerro Porteño (PAR). O time paraguaio, inclusive, receberá o São Paulo em amistoso no próximo dia 20, em Assunção, em evento organizado para compensar a saída de Lugano. O Ciclón ficará com todo lucro da partida. 

- Fiquei surpreso e emocionado com esta grande festa. E isso me deu ainda mais motivação para trabalhar e recomeçar a minha trajetória no São Paulo. Este reconhecimento mostra a grandeza do clube, porque esta homenagem não é só para mim, e sim pela paixão pelo São Paulo. É algo muito difícil de acontecer no futebol hoje em dia, mas a torcida são-paulina mostrou que tem muito respeito pela história dos jogadores que defenderam o clube - finalizou.